FaceTime no banco dos réus: casal processa Apple por morte da filha

4/01/2017 07:21 - Modificado em 4/01/2017 07:29
| Comentários fechados em FaceTime no banco dos réus: casal processa Apple por morte da filha

A Apple está a ser processada nos Estados Unidos por um casal cuja filha de cinco foi uma vítima mortal de um acidente rodoviário que ocorreu na véspera do Natal de 2014.

Informações da BBC News indicam que os pais de Moriah Modisette, James e Bethany, acusam a Apple de falhar em implementar uma funcionalidade no FaceTime e que permitiria bloquear o acesso à aplicação de videochamadas quando o utilizador estivesse a conduzir.

Segundo consta, a marca da maça submeteu um pedido de patenteação dessa tecnologia em dezembro de 2008, e foi aprovada em abril de 2014, mas não chegou a ser aplicada.

O condutor do veículo que colidiu com o da família Modisette e que causou o acidente, Garrett Wilhelm, confesso às autoridades policiais que estava a utilizar o FaceTime na altura do choque.

Em Portugal, são cada vez mais os acidentes resultantes da utilização de telemóveis – ou outros dispositivos eletrónicos – enquanto se conduz.

Números divulgados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) mostram que em 2016 registaram-se mais 4.384 acidente do que no ano anterior. Contudo, as vítimas mortais foram menos do que as que se contaram em 2015.

Citado pela agência Lusa, o presidente da ANSR sublinha que os tablets, os telemóveis e até os computadores de bordo estiveram na origem do aumento do número de acidentes.

 

Fonte:Sapo.PT

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.