2016/A Figura do ano: fingir que Antany foi o único culpado

28/12/2016 03:14 - Modificado em 28/12/2016 17:14

A escolha da Figura do Ano pela redacção do jornal Notícias do Norte não foi unânime. Foi preciso ir a votos. Três jornalistas votaram em Antany e dois em Ulisses Correia e Silva. O que estava em debate era o que marcou mais o país com as atitudes destas duas figuras. É claro que a vitória de ULCS em duas eleições consecutivas é um facto marcante e para o bem é a figura do ano. Mas quando, do outro lado, está um homem que matou onze pessoas, temos de “djobi pa lado” e decidir se foi a acção de um político correcto, cordial, humano e que encarna o nosso desejo de ser pessoas de bem ou um jovem desconhecido que, por motivos ainda não claros, decidiu tirar a vida a onze pessoas e que mostrou que o diabo também habita entre nós e esteve à solta em 2016 . E a nossa decisão caiu sobre o mal. Sobre Antany e, em particular, sobre o Estado de Cabo Verde. Isto, em nome das vítimas: dos filhos do professor Dany que este ano não viram o sorriso largo e amigo do pai neste Natal, da sua esposa que perdeu o companheiro amigo, dos amigos que ainda sofrem; das mães que perderam os filhos que foram para a tropa num país em paz e voltaram mortos por balas; dos familiares dos técnicos espanhóis que não foram para Alepo trabalhar mas para um país de morabeza e voltaram cravejados de balas de arma de guerra disparadas por um soldado, uma sentinela que é suposto proteger o seu país. Mas nem só em nome das vítimas, mas também em nome da decência e da memória num país que preferiu fingir que o único culpado foi Antany. Que foi só ele o culpado que deixou os filhos de Dany sem o pai… para sempre. Não! Não! Mesmo num país onde os governantes não têm problemas de dormir com a culpa, como no caso do afundamento do Navio Vicente, não podemos aceitar que Antany seja o único culpado. Ainda mais quando o sistema judicial e psiquiátrico consideram que um homem que matou onze pessoas desarmadas, sem motivo, que não o ameaçaram  não padece de nenhuma patologia mental, é imputável. Sendo curto e grosso: não é um louco, um psicopata para ombrear com Jack o Estripador que passou nos testes para ingressar numa força de elite das nossas forças armadas.

Se assim é, é grave e o Estado tem de assumir as suas responsabilidades ao contratar um assassino para trabalhar na defesa do país, por não saber o perfil psicológico dos homens que entrega uma metralhadora AkM  e munições para guardar um posto como se estivéssemos em guerra.  

Não podemos aceitar, não podemos esquecer que um militar matou onze pessoas e isso seja tratado com normalidade, que a condenação de Antany  num tribunal militar improvisado e com juízes nomeados a pressa  seja suficiente. Assim, temos de repetir o que escrevemos em 2015 sobre o afundamento do Navio Vicente. Não sabemos o que é pior: a repugnante cobardia de todos os envolvidos em assumir as próprias responsabilidades ou a inércia das intuições que deveriam agir em vez de se demitirem de fazer justiça. E era importante que isso acontecesse pois, neste caso, haveria que escolher entre manter tudo na mesma, onde a responsabilidade é sempre dos outros, onde os políticos nunca são responsabilizados, onde a culpa morre sempre solteira ou colocar um fim à impunidade dos titulares de cargos públicos. Optou-se por deixar tudo na mesma, como sempre. Quase, porque para os filhos de Dany, a esposa, a mãe, os amigos nada ficou na mesma e nem vai ficar. As lágrimas hão-de parar um dia e ficará uma doce saudade, tão doce que um dia será uma estrela lá no céu,  uma estrelinha que os filhos de Dany podem tocar,  e por um instante eterno olhar mais uma vez , o sorriso bonito do pai que continuará a sorrir para sempre no seu coraçãozinho porque é a estrelinha que brilha num país onde se dorme com a culpa e a Justiça não sabe responder: Quanto vale uma vida em Cabo Verde?

Eduino Santos

  1. mohammed bark mirand

    benvindo a Cabo Verde

  2. Anisia Spencer Andra

    Desde do acontecido nunca tinha lido texto mas emocionante, caro jornalista Cabo Verde Agradece este Tributo a essas Vitimas; e jamais esqueceremos esse dia escuro dessa terrinha.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.