Avião da Chapecoense tinha combustível limitado e peso a mais

27/12/2016 08:51 - Modificado em 27/12/2016 08:51
| Comentários fechados em Avião da Chapecoense tinha combustível limitado e peso a mais

As caixas negras do avião da Lamia que transportava a equipa de futebol da Chapecoense, revelaram que o aparelho viajava com o combustível no limite e excesso de peso.

 

Um relatório preliminar da Aeronáutica Civil da Colômbia revela gravações de conversas entre o piloto e o copiloto, mostrando que estavam conscientes do limite do combustível, tendo ainda considerado fazer escala em Leticia ou Bogotá, mudando de ideias mais tarde.

Para além do limite de combustível, o relatório avança que o avião levava peso a mais, 42.148 quilos quando deveria levar 41.800 quilos.

Outra irregularidade detetada foi a altitude em que voava o aparelho, que não tinha certificação para voar acima dos 29.000 pés, mas que no plano de voo apresentado verificou-se que o faria a 30.000 pés.

O avião da Lamia despenhou-se a 28 de novembro perto de Medellín provocando 71 mortos, incluindo a maioria dos jogadores da Chapecoense.

 

abola.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.