Ceia de Natal: uma preocupação para as famílias

20/12/2016 08:16 - Modificado em 20/12/2016 08:16
| Comentários fechados em Ceia de Natal: uma preocupação para as famílias

Aproxima-se o Natal e com ele, as preocupações com o que deverá ser colocado na mesa da Ceia do Natal. Mercados, supermercados, talhos e lojas na cidade da Praia já se mostram bastante movimentados. Numa abordagem feita pelo NN, as pessoas entrevistadas mostraram-se ansiosas com a chegada da época festiva, mas também manifestaram preocupação em comprar alimentos saudáveis e diversificados. Para além de considerarem um aumento nos preços dos produtos, os entrevistados defendem que é importante reunir a família num ambiente saudável e sem gastar muito.

Falta apenas menos de uma semana para a celebração da festa do Natal. Muitas pessoas já se encontram nas ruas para comprarem aquilo que falta para os festejos. Para além dos presentes, a ceia natalícia afigura-se como a principal preocupação das donas de casa.

A Ceia do Natal é a noite para reunir a família e os amigos à mesa, com bons petiscos e muita alegria, embora os custos tenham crescido. A movimentação nos estabelecimentos comerciais é bastante notável.

As donas de casa já se encontram nas lojas com as suas listas de compras. Não apenas a fartura para ser levada em conta, mas também a saúde e o orçamento. Para evitar esquecimentos e preocupações e para não pesar muito na carteira, algumas das entrevistadas confessaram ter feito o trabalho de casa no Google pesquisando dicas para uma Ceia deliciosa sem gastar muito. 

Lorena Tavares diz estar ansiosa para que chegue o dia 24 de Dezembro, isto porque é a primeira vez que irá celebrar o Natal em casa própria, por isso, faz questão para que a Ceia com a sua família seja de “fartura” e que não falte uma boa refeição. Contudo, a sua preocupação é levar para a mesa alimentos saudáveis.

“Penso que muitas refeições que colocamos à mesa representam desperdício de dinheiro porque nem sempre são saudáveis, por isso, mesmo que o orçamento seja reduzido, primo sempre pela qualidade”.

Engana-se quem pensa que apenas as mulheres se preocupam com os preparativos. Pedro Alves que se encontrava num dos talhos da cidade disse para a nossa reportagem que no dia que antecede o Natal vai “preparar um bom bife para a sua família, pois o Natal deve ser festejado em grande, uma vez que se celebra o nascimento do Salvador”.

Para Catrina Furtado que reclama dos preços, a Ceia não tem obrigatoriamente de seguir receitas dispendiosas que muitas vezes podem extrapolar o orçamento. “Eu, por exemplo, e muitas outras pessoas, não podemos comprar peru ou bacalhau. Podemos preferir outras carnes ou peixes e, mesmo assim, proporcionar uma ceia farta e deliciosa às nossas famílias”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.