Lady Gaga aceita ser entrevistada por jornalista que a criticou

19/12/2016 08:57 - Modificado em 19/12/2016 08:57
| Comentários fechados em Lady Gaga aceita ser entrevistada por jornalista que a criticou

lady-gagaDepois de uma acesa troca de argumentos, Gaga concordou em ser entrevistada por Piers Morgan. O jornalista da CNN caracterizou as alegações de violação da cantora como “disparate presunçoso”.

Lady Gaga concordou em ser entrevistada por Piers Morgan, jornalista da CNN que criticou fortemente a cantora, duvidando das suas alegações de que foi violada quando era mais nova. Entre várias definições, Morgan caracterizou o comportamento de Gaga como “disparate presunçoso” e forma de autopromoção.

Por mais inverosímil que possa parecer, o acordo da entrevista sucedeu-se no Twitter, depois de uma acesa troca de argumento entre as duas figuras públicas. Tudo começou com os comentários de Morgan, no dia 10 de dezembro, que alertavam para o facto de que não se devia acreditar nos relatos de Lady Gaga sem uma “investigação criminal oficial”.

Três dias depois, Gaga respondeu ao “tweet” mostrando-se disponível para “educar” o jornalista sobre as razões que levam as mulheres a remeterem-se ao silêncio. No mesmo dia, as duas partes trocaram pontos de vista, que puderam ser acompanhados por toda a comunidade da rede social. A conversa terminou com Morgan a propor uma entrevista que seria “transmitida por todo o mundo”. Gaga aceitou o convite do jornalista britânico, alertando-o para que parasse com os comentários depreciativos.

O assunto está agora com os assessores de Gaga e Morgan, que depois das burocracias inerentes ao processo, deverão divulgar a data da entrevista.

jn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.