Cidadã está há mais de um ano á espera que o Tribunal mande lhe entregar os artigos que lhe foram roubados

14/12/2016 08:08 - Modificado em 14/12/2016 08:21
| Comentários fechados em Cidadã está há mais de um ano á espera que o Tribunal mande lhe entregar os artigos que lhe foram roubados

alcide-ribeiroAldice Ribeiro Andrade, de 36 anos de idade, cidadã cabo-verdiana residente em Chã de Alecrim, sofreu um assalto em sua casa há mais de um ano e até agora não conseguiu recuperar os seus pertences roubados.

De acordo com Aldice Ribeiro Andrade o homem que a assaltou em 4 de Junho foi  detido em flagrante delito pela Polícia.

“Em 4 de Junho de 2015, o assaltante roubou-me na minha residência, onde acabou por arrebentar a minha porta, levando com ele 60 pares de sapatos, perfumes, camisolas, entre outros produtos que vendo. Nessa noite, a Polícia capturou um dos assaltantes, levando-o para a Esquadra da Polícia dizendo-me que o caso seria encaminhado para o Tribunal”, conta.

Aldice Andrade disse que desde essa altura ainda não conseguiu recuperar o dinheiro e os seus pertences e que se dirigiu para o Tribunal e disseram-lhe que não existe nenhum processo sobre o referido caso.

“Dirigi-me à Polícia Judiciária e disseram-me que não podem fazer nada sem autorização do Tribunal, por isso, até agora ainda não recuperei o dinheiro e os meus pertences roubados.

Aldice Andrade revoltada, pede para fazerem justiça porque os seus pertences roubados, custaram-lhe dinheiro e que, neste momento ela precisa por causa da sua filha que está doente.

“Peço para que justiça seja feita porque os produtos que me foram roubados, o dinheiro deixa-me falta porque tenho uma filha doente e preciso ajudá-la”, disse.

A entrevistada disse ter recorrido à Comunicação Social, à TCV e que na altura disseram-lhe que não poderiam prosseguir com a entrevista por causa da má imagem para a Empresa do Ilídio da Escola de Condução Gomes.

“Na altura do assalto dirigi-me à TCV e uma das jornalista mandou buscar a máquina para gravar e quando comecei e disse que tinha sido o filho do Sr. Ilídio da Escola de Condução Gomes que me tinha assaltando, logo de seguida fui interrompida e disseram-me que não podiam avançar com a notícia, porque estava em causa a boa imagem da Empresa do Sr. Ilídio”, afirma.Chã de Alecrim: Cidadã cabo-verdiana revoltada pede que justiça seja feita.

Aldice Ribeiro Andrade, de 36 anos de idade, cidadã cabo-verdiana residente em Chã de Alecrim, sofreu um assalto em sua casa há mais de um ano e até agora não conseguiu recuperar os seus pertences roubados.

De acordo com Aldice Ribeiro Andrade, o assaltante é filho de Ilídio da Escola de Condução Gomes e que a assaltou em 4 de Junho de 2015, tendo o mesmo sido detido em flagrante delito pela Polícia.

“Em 4 de Junho de 2015, o assaltante roubou-me na minha residência, onde acabou por arrebentar a minha porta, levando com ele 60 pares de sapatos, perfumes, camisolas, entre outros produtos que vendo. Nessa noite, a Polícia capturou um dos assaltantes, levando-o para a Esquadra da Polícia dizendo-me que o caso seria encaminhado para o Tribunal”, conta.

Aldice Andrade disse que desde essa altura ainda não conseguiu recuperar o dinheiro e os seus pertences e que se dirigiu para o Tribunal e disseram-lhe que não existe nenhum processo sobre o referido caso.

“Dirigi-me à Polícia Judiciária e disseram-me que não podem fazer nada sem autorização do Tribunal, por isso, até agora ainda não recuperei o dinheiro e os meus pertences roubados.

Aldice Andrade revoltada, pede para fazerem justiça porque os seus pertences roubados, custaram-lhe dinheiro e que, neste momento ela precisa por causa da sua filha que está doente.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.