Crianças a dormirem na rua, até quando?

8/12/2016 08:29 - Modificado em 8/12/2016 08:29
| Comentários fechados em Crianças a dormirem na rua, até quando?

m-1Um internauta através das redes sociais alerta para a situação de algumas crianças de rua a dormirem no Parque Nhô Roque e pede que as autoridades reajam perante estes casos, visto que são menores de idade que dormem ao relento, sendo que os mesmos deveriam estar a estudar e não a viver nas ruas. Todavia, há quem relembre que muitas dessas crianças estão habituadas a essa vida sem regras, de peditório e muitas vezes são colocadas em instituições, mas acabam por fugir.

“Como é possível uma criança tão nova na rua. Onde estão os pais? As autoridades? Mais responsabilidades e penalização aos pais que abandonam os filhos”, comenta a Deputada Nacional da UCID, Doraoriana Pires. Todavia, no post onde se vêem crianças deitadas ao relento no dia 04 de Dezembro às 09 da manhã, sugere-se que o tema seja levado para a Assembleia Nacional e o internauta Daniel, acrescenta que “quando estiverem na Assembleia com discussões intermináveis e sem sentido, sugiro que se projecte uma fotografia destas. A Assembleia deve ser o órgão mais dispendioso do Estado de Cabo Verde”.

meninos-de-ruaNão só o Governo é responsabilizado pelo fenómeno das “crianças de rua” que assolam as ruas do país e não só no Mindelo, como também os pais são considerados os maiores responsáveis pelo abandono das crianças e apela-se por uma legislação que seja a favor dessas crianças e a deputada nacional sugere “criar leis para mães e pais que abandonam os seus filhos. Estado/governo pode apoiar, mas não é mãe e nem pai. Responsabilizar as famílias, criar oportunidades de emprego para que situações dessas não aconteçam”.

A maioria dos internautas diz que fica triste com esta situação e Ferreira evidencia que mais triste ainda fica quando isto acontece em pleno século XXI e a internauta Carla relembra que “eu sou do tempo em que os pais da nossa terra (pobre, rico, com instrução, analfabeta), não permitiam que as suas crianças dormissem fora de casa! Porque havia uma coisa que se chama RESPEITO! Os pais eram pais e educavam os seus filhos, transmitiam-lhes valores importantes e ensinavam e exigiam-lhes respeito. A culpa de tudo começa nos pais! Se não sabem educar peçam ajuda! Não abandonem os vossos filhos! Em segundo lugar vem o Estado que, pelos vistos, os responsáveis não andam nem de dia, nem de noite pelas ruas e, é mais fácil fazer de conta do que agir”, porém há quem exorte a sociedade para se unir à causa. “Vamo-nos unir e fazer algo para salvar os nossos meninos. Estou pronta para esta luta”, frisa Luísa.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.