Trabalhadores do perímetro florestal de Monte Velha reivindicam salários em atraso

29/11/2016 08:20 - Modificado em 29/11/2016 08:20
| Comentários fechados em Trabalhadores do perímetro florestal de Monte Velha reivindicam salários em atraso

perimetro-florestal-de-monte-velhaDois meses após a conclusão dos trabalhos de reflorestação do perímetro de Monte Velha na ilha do Fogo, devastado por um incêndio em Maio de 2015, os homens continuam sem receberem os seus salários. O Ministério da Agricultura disse à RCV que o pagamento desses trabalhadores não é da responsabilidade dessa instituição mas sim da empresa KConstruções, empreiteiro contratado para o feito.

 

O perímetro florestal de Monte Velha, Município dos Mosteiros na ilha do Fogo foi consumido na sequência de um incêndio em Maio de 2015. Doze hectares de terreno ficaram destruídos. Após a sua reestruturação, os trabalhos de reflorestação iniciaram e recebeu cerca de 25 mil novas plantas e árvores.

Cerca de quarenta homens trabalharam no perímetro florestal na plantação de árvores, contudo, volvidos mais de dois meses, os trabalhadores contratados não receberam o dinheiro. Indignados com a situação, os mesmos apelam pela resolução do problema.

Jaime Ledo de Pina, Delegado do Ministério de Desenvolvimento Rural, garantiu à RCV que o problema é do seu conhecimento, mas que o pagamento não é da responsabilidade do MDR e que os trabalhadores deverão reclamar os seus salários junto da empresa KConstruções, empreiteira contratada para a realização do trabalho.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.