Agentes da PJ ponderam entrar em greve ainda esta semana

29/11/2016 08:07 - Modificado em 29/11/2016 08:07
| Comentários fechados em Agentes da PJ ponderam entrar em greve ainda esta semana

PJAgentes da Polícia Judiciária estão descontentes com a alteração do Estatuto Especial da Corporação. A falta de diálogo com o Governo não agrada os agentes da Polícia Científica e acusam o Governo “de ter defraudado as expectativas”. Mário Xavier, Presidente do Sindicato da Polícia Judiciária avança que caso não houver espaço para comunicação, irão manifestar para reaver os próprios direitos. O sindicalista afirma que a classe não foi ouvida e desconhece a posição do Ministério da Justiça em relação à grelha salarial.

 

Os agentes da Polícia Científica estão descontentes com a decisão do Governo de alterar o Estatuto Especial da Corporação. O sindicato diz desconhecer a versão final do Estatuto pois não houve qualquer comunicação e considera que o Governo “defraudou as expectativas”. Descontente, a Associação Sindical da Polícia Judiciária promete manifestar nos próximos dias.

Em causa está a falta de acordo entre os profissionais da investigação criminal e o Governo sobre a aprovação dos estatutos e a actualização da grelha salarial.

Mário Xavier, Presidente da Associação Sindical considera que contrariamente às palavras da Ministra Janine Lélis no Parlamento, o Estatuto vetado salvaguardava o efeito retroactivo a partir de Janeiro de 2015. Por isso, estranha a razão pela qual o actual Estatuto ter efeito a partir do dia seguinte à sua publicação.

O sindicalista mostra a indignação da classe perante as declarações da Ministra da Justiça e afirma terem desencadeado tentativas de diálogo mas tal não foi possível. O mesmo salienta que a PJ está “angustiada e desmotivada”.

Ciente da necessidade de recrutamento de mais efectivos, Xavier acredita que o Governo deve dar prioridade à resolução dos problemas da PJ que se arrastam há vários anos e só depois aumentar o número de efectivos.

Receosos pelo não cumprimento das promessas do Governo, os agentes prometem realizar uma manifestação no sentido de lutarem pelos próprios direitos, isto caso não houver diálogo entre as partes. A classe promete persistir firme para que as suas reivindicações sejam devidamente resolvidas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.