Ladrão esquece-se do que roubou quando foi roubar de novo

20/09/2012 07:26 - Modificado em 20/09/2012 07:26

A Polícia Nacional está à procura de um indivíduo que assaltou a residencial Santo Antão e uma residência, na ilha de São Vicente. Isto porque, o gatuno roubou alguns equipamentos de três hóspedes na pensão e levou o produto do roubo para uma casa que assaltou. Só que durante a fuga deixou os equipamentos roubados numa casa onde furtou um portátil.

 

Este online soube que na madrugada, desta terça-feira, 18, um homem assaltou a residencial Santo Antão, na zona de Chã D’ Alecrim. O gatuno invadiu o quarto de três cidadãos holandeses que estavam hospedados nesse estabelecimento e roubou alguns equipamentos de multimédia: sete telemóveis, um Iphone e uma máquina fotográfica.

Mas, não satisfeito o indivíduo viria a realizar mais um assalto nessa madrugada. Desta feita numa residência na zona de Madeiralzinho. De acordo com a PN “o ladrão ao apoderar-se dos objectos seguiu para o Madeiralzinho, onde entrou numa casa e furtou um portátil. Mas os residentes aperceberam-se do furto, pelo que ele fugiu com o portátil e deixou uma bolsa com os equipamentos de multimédia que tinha roubado”.

NN apurou que a unidade de Piquete realizou algumas diligências, onde vieram a apurar que os objectos foram furtados na residencial Santo Antão. O caso foi entregue as autoridades judiciais e por ora a PN procura o autor dos dois assaltos, para recuperar o portátil.

  1. Gent D'Maderalzim

    Ligeira correção: o gatuno não deixou a bolsa com os equipamentos roubados. O que aconteceu é que durante a fuga, na qual um grupo de cidadãos estiveram muito próximo de o capturar, este, para ludibriar os seus perseguidores, atirou o saco para o chão, na certeza de que iriam se preocupar mais com o saco e menos com ele, e assim ganhar distância, o que acabou por acontecer. Quanto ao portátil, equipamento mais valioso que ele tinha em mãos, aproveitou da brecha na persiguição para o esconder nas imediações de Madeiralzinho, visando soltar-se dos pesos e tornar-se mais ágil na sua fuga, sendo que mais tarde voltaria para o recuperar, o que acabou por acontecer. Mas sejamos sinceros: de nada vale a pena chamar a polícia, se estes fazem o seu trabalho, e os “ilustres” juízes tratam logo de provideciar a sua soltura. Caro gatuno, espero que utilizes o portátil para aceder a este jornal, pois fica o recado: dá próxima vez não terás sorte…e ai, brincaremos de juizes e tribunal. Estamos a tua espera.

  2. madeiralzinho

    Bom para começar o titolo nao esta bem ecrito o ladrao roubou em cha de alecrim ao passar por madeiralzinho viu uma porta de um varanda aberta subiu e entrou ao ser surprendido pelo dono da casa apoderou do que estava a sua frente o portatil e saltou a varanda do primeiro andar e correu ao ouvir o barrulho e gritos um morador do rés- do chao saltou a janela e pos atras dele quando estava quase a alcansalo ele quase a desistir entregou a bolsa e uma calça contendo os telemoveis e maquina fotografi

  3. madeiralzinho

    melhor dizendo nao entregou a bolsa arremeçou a bolsa e saltou numa casa em construçao e correu mas portatil ja nao estava com ele pois ele ja o tinha escondido por onde passou.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.