“Rapperss Unit 2016” para mudar paradigmas sobre o Hip Hop

23/11/2016 08:27 - Modificado em 23/11/2016 08:27
| Comentários fechados em “Rapperss Unit 2016” para mudar paradigmas sobre o Hip Hop

15139433_1159628654127904_682480468_n“Rapperss Unit 2016”, quer promover os melhores EP lançados este ano e homenagear a cantora de Hip Hop cabo-verdiana falecida em Angola, Andreia Pio, nome artístico ”First Lady’, natural da cidade do Porto Novo, destinando parte das receitas arrecadadas para a aquisição de materiais didácticos necessários para a turma de surdos/mudos da escola primária de Ribeira Bote. O evento acontece no dia 27, domingo.

 

O evento irá contar com quase quarenta participantes do movimento de Hip Hop, está enquadrado nas comemorações do mês internacional da cultura Hip Hop e acontece na “Fun Zone” da Universidade do Mindelo, como forma de assinalar a conquista do movimento a nível mundial.

De acordo com a organização, como não é possível levar para o palco do evento as dezenas de artistas que fazem parte deste movimento, trouxeram os que consideram os trabalhos mais relevantes gravados este ano, os EP, para melhor seleccionar os artistas convidados.

“Infelizmente, muitos ficaram de fora porque não é possível levar todos para o mesmo palco, mas isso serve para mais actividades a realizar até ao final do ano e, por isso, intitulado de EP show, com uma batalha de rimas entre os rappers, uma disputa de forma saudável”, conta DJ Letra.

Por seu lado, Samira Pereira diz que o objectivo do “Rapperss Unit 2016” é mostrar um pouco do que é o movimento que vai para além da música com todos os seus elementos também na sua componente social. “Esta edição é uma edição muito especial, porque vai acontecer num espaço universitário académico e isso também mostra e dignifica o movimento como perpetuador através da palavra, do conhecimento da validade e não como muita gente diz e pensa, um movimento marginal,” explica a organizadora.

O movimento tem princípios muito definidos e exactamente por esses princípios que têm uma componente social muito forte, o mês de Novembro foi declarado o mês internacional da cultura Hip Hop.

Segundo a organização, parte da receita arrecadada irá reverter a favor da aquisição de materiais didácticos necessários para a turma de surdos/mudos da escola primária de Ribeira Bote, para colmatar as necessidades dos alunos, tais como materiais informáticos, câmaras de filmar e fotográficas. A professora da turma Mariana Silva, diz que este é um projecto que tem enfrentado diversos constrangimentos, entre os quais a nível de mobiliário da sala, bem como os cantos de leitura e jogos que esta precisa. Avança, no entanto, que são materiais que irão facilitar a aprendizagem dos alunos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.