Post: Não viaje mais com a TACV!

18/11/2016 08:40 - Modificado em 18/11/2016 08:40

TACV-PASSAGEIROSPublicamos a opinião de um cidadão que decidiu… não viajar mais com a TACV  para recuperar a dignidade. Se a moda se alastra a outras empresas e serviços, este país fecha para….. reestruturação. Certo?

ES

Depois de finalmente termos a alternativa de poder viajar com a Binter, decidi abandonar definitivamente a TACV.

A minha decisão é definitiva, ou seja, necessariamente devida para recuperar a dignidade e o respeito que me foram sempre negados cada vez que viajei com a companhia de bandeira.

Não esqueçamos que ficamos “presos” por 40 anos sendo que os nossos políticos nos proibiram de poder ser livres de escolher de voar com uma segunda companhia aérea.

Caro amigo:

lembra-se, quando em fase de compra do seu bilhete, ficava constantemente chocado pelo preço que tinha de pagar por um voo de poucos minutos?

lembra-se, depois do check-in feito, que ficava horas e horas à espera que o seu voo fosse anunciado para sair sem que ninguém informasse os viajantes de eventuais alterações de horário?

lembra-se quando, precisando de algumas informações, nunca foi atendido com carinho e dignidade por parte do pessoal que você mesmo, em parte, assalariava através dos seus impostos?

lembra-se quando, precisando de ter confirmação da saída do seu voo, ligava à central de atendimento do cliente sem receber nenhuma resposta?

lembra-se quando, a bordo dos aviões da TACV, recebia um atendimento digno de um palhaço?

lembra-se quando tinha necessidade de reservar um bilhete e ouvia a resposta “ka tem lugar” para depois saber que o mesmo voo que era anunciado como cheio de facto viajava vazio?

lembra-se da sua raiva quando, falando com algum funcionário da TACV, ouvia dizer que os familiares deles tinham o privilégio de poder viajar pagando apenas uma ninharia?

lembra-se da postura opinativa dos tripulantes e dos narizes empinados dos pilotos quando transitavam na sala de espera para tomar posse do avião?

e ainda mais:

lembra-se quando Maria Neves antes de ser duas vezes primeiro-ministro, durante as campanhas eleitorais tinha prometido “privatizar logo” a TACV?

nunca suspeitou que a demora de mais de dois anos para entregar a licença de voo da Binter fosse feita de propósito para não penalizar a TACV?

E para terminar, está ciente que para manter de pé a TACV, nós cabo-verdianos devemos gastar mais de três milhões de dólares por mês?

Caros cidadãos, a partir de agora, não irei mais voar com esta companhia falida e também nunca irei cansar-me de lembrar, como qualquer pessoa, quanto sofrimento temos engolido nesses 40 anos de “regime soviético” durante os quais foi-nos imposto de viajar entre as ilhas pagando até dois salários mínimos!

Quando decidir viajar não esqueça toda essa vergonha.

Cidadão cabo-verdiano

http://www.cabofree.com/index.php/blogs/42-nao-viaje-mais-com-a-tacv

  1. SEMPRE ATENTO

    TACV com 450 trabalhadores!!! A Empresa não tem trabalho para este número de trabalhadores. A maioria são pessoas recrutadas protegidas de familiares, amigos e compadres. Por isso é que a Empresa se encontra na situação que está. Há mais serviços com colaboradores em excesso.

  2. O SEMPRE ATENTO comentou e bem. De facto há muita gente sem ocupação nos serviços do Estado. O INPS podia estar neste momento com excesso de pessoal admitido sem critérios legais, se continuássemos com a Administradora Leonesa Fortes. Felizmente José Maria entendeu muito bem as críticas e a Presidente de então foi substituída por José Veiga. É PRECISO TER CONSCIÊNCIA QUE OS SERVIÇOS DO ESTADO NÃO SÃO PATRIMÓNIOS DOS CHEFES DE SERVIÇOS.

  3. João M. C

    Mas mesmo assim caro Cidadão, ferro bedjo ca ta botado, ela é nossa.

  4. Barbosa

    Estou consigo caro compatriota. Do Mindelo a Lisboa elegi a TAP e de Lisboa aos USA a escolha eh endless. Na nossa ultima viagem eu e a minha mulher viajamos por menos e chegamos a Boston num 757 vindo de Lisboa passando por Paris, apenas 90 minutos de stop-over, e as bagagens vieram connosco.
    Tudo farei para nunca mais aventurar-me a uma aterragem de risco em Providence depois de um take-off “preocupante” do Aeroporto da Praia.

  5. Nhutchaico

    Não vou comentar em demasia este artigo, quanto mais não seja pela carga anónima do autor. Convém lembrar que o desapego das companhias áreas a um certo monopólio nos respectivos países é recente, por isso essa de 40 anos de ditadura é algo inconsistente, no entanto as formas de viver o mundo e particularmente a nossa em que as pessoas trabalham por proximidade familiar e amistosa, deixando de lado a competência, levou a que os TACV se transformasse num problema gravíssimo e quase sem solução, não e de bom tom no entanto a extinção literal desta companhia pois, convém ver os nossos vizinhos do continente, todas as companhias nacionais extintas levou a que as hipóteses de viajar para um Ocidental Africano do continente sejam hoje nulas pois, amanhã o BINTER ou outro faz uma analise de mercado (Fraquinho o nosso) e vai se embora, aí a porca torce o rabo, por isso peço aos caboverdianos calma com essa de julgar as coisas de uma forma raivosa, irracional e baseada em experiências individuais muito pontuais. Eu também passei os meus males mas, este pais ainda e jovem, vamos ter calma.
    Uma constatação do artigo em que estou de acordo, embora tenha muito a ver com a mentalidade do Caboverdiano, é esta de que: TODO AQUELE, DOUTOR OU PILOTO, e mais importante que o resto, consequência: BICO DE PÉS PARA ALGUNS PILOTOS, alguns nem todos.

  6. Mingo Silva

    Até que em fim!!!

  7. Christian Rocha

    Oi minha Gente é verdade que TACV é um dor de cabeça pa nôs tudo, mas nô ba k calma ké BINTER inda katem sequer um mês de operações na CABO VERDE

    mim, um ta dá mais um tempo pe julgá

    É triste bem oiá nôs companhia de Bandeira desaparecé

    Saudações caboverdianas

  8. Di Bango

    Os comentários antecedentes revelam ignorância sobre os TACV e a sua situação, mas também um grande déficit de nacionalismo. Caboverdianidade só serve para paródias e “passá sabe”. Mas, os culpados de toda essa história são os nossos políticos, hipócritas e desonestos para com os caboverdianos, que capeados por interesses obscuros e mesquinhos, não dizem a verdade ao caboverdiano. Se os TACV desaparecerem, vamos ficar piores, porque deixarão de existir voos entre as ilhas e para os USA, só porque a compainha é nossa e temos de servir o povo, mesmo sem canelas. Mais, o que está por detrás de tudo isto, são negócios obscuros que irão beneficiar meia dúzia de patrícios, enquanto o povão ignorante fica a ver navios e com saudades.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.