PAICV/São Vicente: procura-se líder para o tempo das vacas magras

10/11/2016 08:17 - Modificado em 10/11/2016 08:18
| Comentários fechados em PAICV/São Vicente: procura-se líder para o tempo das vacas magras

paicvCom as directas marcadas para o dia 18 de Dezembro, o PAICV vai às urnas para a escolha do novo Presidente da Comissão Política Regional (CPR) em São Vicente. A decisão surge, conforme afirma o vice-Presidente do CPR, no seguimento da deliberação tomada no último Conselho Nacional do PAICV de convocar eleições directas para a eleição do próximo Presidente do partido, a 29 de Janeiro de 2017.

 

À frente do partido desde Novembro de 2016 em São Vicente, ainda não se sabe se o actual Presidente da Comissão, Alcides Graça, irá concorrer para a sua sucessão. No entanto, sabe-se que ainda não há candidatos e o prazo de entrega das candidaturas termina no dia 03 de Dezembro.

De acordo com Alexandre Novais, “Xazé”, no seguimento da eleição directa do novo líder regional ficou decidida também a realização de uma assembleia de militantes, onde se elegerão a mesa da assembleia e o secretariado no dia 7 de Janeiro de 2017.

Esta será, segundo “Xazé”, uma oportunidade juntamente com os militantes e a nova direcção, então eleita, para preparar a participação da CPR no Congresso do partido em finais do mês de Janeiro na Cidade da Praia. Será, no seu entender, “dar voz aos militantes para que façam parte desta nova largada que todos queremos para o partido”.

Ainda não há candidatos, mas espera-se na participação dos militantes. “Todo aquele que se achar em condições de dirigir os destinos do partido em São Vicente que se apresente, pois o partido precisa de todos os seus militantes”, referiu Novais.

Ainda questionado sobre o assunto “Manifesto à militância” recentemente apresentado publicamente por um grupo de militantes e dirigentes do PAICV na Cidade da Praia, Novais diz que é a vida do partido que está em causa, mas o documento nada tem a ver com as eleições directas do partido em São Vicente.

E sobre a não realização, até à data, da sessão da Assembleia Municipal de São Vicente para a aprovação da proposta de profissionalização dos vereadores já em funções e da nova orgânica da autarquia, a Comissão Política Regional critica a edilidade e diz que as coisas devem ser feitas como manda a lei e, para tal, o PAICV quer que o governo local do MpD “instale o mais rapidamente possível o seu governo local e que comece a trabalhar na legalidade e no respeito dos estatutos do Município”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.