Filú quebra o silêncio: “JHA colocou o CM sobre guerrilha porque queria o posto de vice-primeira-ministra”

8/11/2016 08:23 - Modificado em 8/11/2016 08:23
| Comentários fechados em Filú quebra o silêncio: “JHA colocou o CM sobre guerrilha porque queria o posto de vice-primeira-ministra”

felisberto-vieiraQuando Filomena Martins, porta-voz do CN, falou sobre os resultados da reunião do Conselho Nacional realizada no dia 17/10 fazendo um relato de normalidade e de unanimidade à volta da Presidente Janira afirmando que “acerca dos candidatos para liderar o partido, o único já conhecido é a actual Presidente Janira Hopffer Almada”, este online perguntou logo se “está tudo como antes no quartel de Abrantes ou não?”. Isto porque já tínhamos anunciado que o tempo no “ PAICV era de contagem das espingardas”.

 

Pouco tempo depois, um grupo de reflexão, através de Arnaldo Andrade, vinha-nos dar razão ao lançar um manifesto com o objectivo de chamar a atenção sobre a responsabilidade de todos os militantes e responsáveis para a necessidade de reverem a qualidade das decisões e opções de gestão política do partido. Afinal, no PAICV não estava tudo como antes no quartel de Abrantes. E para acabar com as dúvidas sobre a unanimidade anunciada por Filomena Martins em nome do CN e a ideia que Janira iria fazer um passeio no próximo congresso onde acabaria por ser reeleita, surge, esta semana, Felisberto Vieira com a pedrada que faltava no charco, ou seja, considerar que a liderança de Janira Hopffer Almada no PAICV “ficou marcada pelas atitudes peremptórias, extremadas e unilaterais, envolvendo a exclusão, a inflexibilidade e a recusa do diálogo, elementos que foram lidos como pouco adequados a um desempenho político ponderado e responsável, na visão de milhares de cidadãos eleitores e, sobretudo, da classe média”. E o caldo que há muito estava entornado vazou com a opinião de Filú a pôr cobro: “há um longo silêncio que se impôs” e, sobretudo, a dizer que não vai engolir mais sapos, pois esse engolir de sapos estava a deixar de ser uma opção política para passar a ser apenas gastronómica, de tanto comer os sapos que JHA lhe serviu desde que chegou à liderança. Mas Filú, usando a sua conta no Facebook vai mais longe e recuou no tempo para acusar JHA de “ruptura abrupta” no processo negocial sobre a reforma do Parlamento e de financiamento de manifestação de rua contra o Parlamento e de ataque visceral nas redes sociais contra os deputados do PAICV e o primeiro-ministro.

Filú estava “embuchado” e acusa a Presidente do PAICV de ter colocado o Conselho de Ministros sobre “guerrilha para a ascensão ao posto de vice-primeira-ministra ou Ministra de Estado, de divulgar na praça pública alguns dossiês sensíveis discutidos somente no Conselho de Ministros e de ataque sob anonimato, nas redes sociais, contra vários dirigentes e membros do Governo”. Filú quebrou o silêncio, não quer fazer dos sapos o seu prato predilecto. As espingardas estão contadas. Abriu-se a caça a Presidente do PAICV. Nada a que os tambarinas não estejam habituados.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.