TACV: SITTHUR não irá aceitar que os direitos dos trabalhadores sejam violados

8/11/2016 08:15 - Modificado em 8/11/2016 08:15
| Comentários fechados em TACV: SITTHUR não irá aceitar que os direitos dos trabalhadores sejam violados

siturO Presidente do Sindicato dos Transportes, Telecomunicações, Hotelaria e Turismo (SITTHUR), Carlos Lopes diz que a companhia aérea nacional considera que o excesso de pessoal que a empresa vive actualmente leva a uma situação de insustentabilidade.

 

O sindicalista afirma não conhecer o número de pessoas, mas diz que a TACV acredita que a redução de pessoal é indispensável, referindo-se a um encontro que teve recentemente com o Conselho de Administração da TACV, onde deixaram claro a necessidade de se avançar com medidas de reestruturação da empresa em vários domínios que inclusivamente, irá afectar o quadro do pessoal no sentido da sua redução.

No entanto, a SITTHUR alerta a TACV que estão abertos a negociações e que não irão aceitar que se cometam ilegalidades, nomeadamente que se “violem os directos adquiridos dos trabalhadores. Que a reestruturação e consequentes medidas sejam tomadas dentro de um quadro de legalidade”, afirma Carlos Lopes, que está à espera que a empresa apresente propostas concretas à mesa para que se possa discutir e negociar. “Achamos que a empresa tem alguns programas que já tinha anteriormente e que podem permutar, designadamente, o programa da pré-reforma pode também ser incluído no sistema de negociação por mútuo acordo, entre outros”.

Entretanto, ainda estão a aguardar o feedback da empresa sobre o que pretende fazer.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.