Ary Lopes: ”temos jogadores com potencialidades para jogar no Benfica”

19/09/2012 00:54 - Modificado em 19/09/2012 00:55
| Comentários fechados em Ary Lopes: ”temos jogadores com potencialidades para jogar no Benfica”

A Escola Geração Benfica de Mindelo, na ilha de São Vicente, é a primeira escola satélite do SL Benfica, em Cabo Verde. A certeza dos dirigentes é que clube encarnado não fez um investimento em vão. Por isso pretendem honrar com os compromissos do acordo, para que o SL Benfica possa recrutar jogadores nos próximos anos.

 

Luís Filipe Vieira, presidente do SL Benfica, deu o pontapé de saída para abertura da primeira escola satélite do clube, em Cabo Verde. O lema da Escola Geração Benfica de Mindelo é “Formar a ganhar” e neste momento conta com cerca de 100 crianças na escolinha de formação e 50 atletas nos escalões de sub 15 e sub 17.

Ari Lopes, director-geral da EGBM explicou ao NN como surgiu essa escola na ilha de São Vicente. “englobado numa iniciativa do SL Benfica, em abrir escolas de formação de futebol, nos países lusófonos, fizeram nos um contacto de parceria. Vimos que as condições apresentadas pelo clube eram boas, por isso aceitamos esse desafio”.

Segundo Lopes, os acordos do protocolo visam ajudar a escola satélite com materiais desportivos, promover a formação dos dirigentes e observar atletas que têm potencial para jogar no SL Benfica. Por outro lado, Ari Lopes garante que nessa escola há atletas com potencial para realizarem testes a serviço dos encarnados nos próximos anos.

Questionado sobre as expectativas para honrar o protocolo, o director-geral da EGBM afirma que “as expectativas em termos de crescimento é grande porque a ilha de São Vicente possuiu vários adeptos do Benfica. O clube fez um bom investimento em Cabo Verde e esperamos colher frutos. Porque os dirigentes não fizeram esse investimento em vão e temos certeza que vamos retribuir esse apoio”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.