Se depender do subsidio do governo a TAAG vai deixar de voar para Cabo Verde

4/11/2016 08:09 - Modificado em 4/11/2016 08:09
| Comentários fechados em Se depender do subsidio do governo a TAAG vai deixar de voar para Cabo Verde

taagEm reacção à suspensão dos voos entre Luanda – Praia, o Primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva diz que até ao momento as autoridades cabo-verdianas não receberam nenhuma comunicação oficial da TAAG para subsidiar a ligação aérea, Luanda- Praia   mas deixa claro que o Governo de Cabo Verde, não tem possibilidades para conceder subsídios ou isenções à TAAG, relembrando para tal os problemas de sustentabilidade que a transportadora nacional, TACV, enfrenta.

 

“O Governo não está em condições de subsidiar voos, bastam os problemas que temos com a TACV e não vejo condições de subsidiar voos. Há sempre forma para depois abordar a questão mesmo a nível das relações entre Cabo Verde e Angola”, diz UCS.

Entretanto, o executivo garante que estão a ser accionados os canais necessários para evitar o cancelamento da referida ligação aérea.

Por outro lado, o Presidente do Conselho de Administração da TAAG, Peter Hill disse ao jornal angolano Valor Económico, citado pela RCV, que a TAAG poderá suspender os voos entre Luanda e Praia, caso não receba subsídio do Governo angolano ou a isenção de taxas por parte do executivo cabo-verdiano.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.