Movimento Safendetudora lança campanha para construção de uma habitação a favor de uma família carenciada

2/11/2016 08:33 - Modificado em 2/11/2016 08:33
| Comentários fechados em Movimento Safendetudora lança campanha para construção de uma habitação a favor de uma família carenciada

foto-campanha_resizedO Movimento Safendetudora lançou uma campanha para apoiar na construção de uma habitação a favor de uma família carenciada que reside numa habitação improvisada feita de sacos, madeira e papelão na zona de Alto Safende. Os jovens iniciaram as escavações no passado domingo, mas apesar da satisfação, convidam toda a comunidade a fazer parte desta iniciativa e a apoiar no sentido de poderem abrigar esta família que vive há mais de quatro anos em situações sub-humanas.

 

Face ao número de famílias desfavorecidas na comunidade de Safende, resultado da actual conjuntura socioeconómica, torna-se cada vez mais importante a realização de iniciativas que possam ajudar a minimizar inúmeros problemas vividos por essas famílias.

A família de Edna Fortes é constituída pelo marido que é catador de ferro-velho[1] e pelos seus quatro filhos menores, tendo o mais novo apenas um ano. Estas pessoas vivem praticamente na rua. No interior, é possível aperceber-se de todo o movimento na rua devido aos enormes buracos no tecto e nas paredes laterais.

A habitação improvisada de latas e madeiras velhas com três minúsculos compartimentos e esburacada não apresenta quaisquer condições de habitabilidade. A família tem vindo a contar com a ajuda de vizinhos de boa vontade que quando podem levam-lhes comida, vestuários e, na época das chuvas, solidarizam-se e dão abrigo.

Atenta a estas situações, o Movimento Sefendetudora não se mostrou indiferente e resolveu desenvolver uma campanha para atender a família de Edna Fortes constituída por cinco membros. A campanha tem como objectivo arrecadar apoios para construir uma habitação condigna a estes seres humanos carenciados em condições desumanas.

Samira Fernandes avançou ao NN que o movimento está voltado para as causas sociais, inclusão social, igualdade de género, por isso, a missão é trabalhar onde existem problemas sociais como a pobreza, a fome, a delinquência juvenil, o vandalismo, a droga, males que vêm afectando vários bairros da cidade da Praia incluindo Safende.

A mesma explica que durante uma visita ao bairro, a situação da família de Edna chamou a atenção do movimento que não pôde ficar indiferente perante a precariedade da habitação e a situação das crianças que ali vivem, daí a ideia de elaborar um projecto de apoio.

Uma vez conseguido um terreno através da Câmara Municipal da Praia, empenhados e bastante motivados, os membros entenderam iniciar a escavação do terreno. Ainda há muito trabalho pela frente. Consciente da necessidade e importância da participação civil, o movimento convida toda a comunidade a fazer parte desta iniciativa que apenas se encontra no seu início.

Vady Oliveira, membro do Movimento, defende que os projectos sociais são direccionados a apoiar diferentes faixas etárias desde crianças, jovens e adultos. Trabalhamos para a nossa zona, cidade, país em geral, onde cada pessoa que quiser entrar poderá dar o seu apoio naquilo que entender necessário e disponível.

O movimento que foi lançado recentemente dedicado aos moradores do bairro de Safende, acredita tratar-se de um projecto ambicioso ainda no início, por isso, esperam conseguir levá-lo por diante e poderem ajudar outras pessoas em situações de vulnerabilidade.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.