Aumento de tarifas: Ministério da Economia “puxa orelhas” ao regulador e avisa

27/10/2016 08:15 - Modificado em 27/10/2016 08:15

aumento-precoApesar da Agência Marítima Portuária ter posto em consulta pública o documento sobre o novo tarifário dos transportes marítimos, o Ministro da Economia e Emprego, José Gonçalves garante, no entanto, que tais alterações ainda não são certas.

 

O documento propõe um aumento tanto no transporte de passageiros como de mercadorias até 50%, mas o governante afirma que, neste momento, esta questão está a ser analisada e que é normal as agências reguladoras fazerem propostas e colocá-las para consulta pública.

Entretanto, Gonçalves adianta que, neste momento, estão a ser ouvidas todas as sensibilidades, mas garante que “não é certo que os preços vão aumentar”.

Conforme explica, esteve em conversa com o Conselho de Administração da AMP, bem como fará com todas as agências reguladoras, deixando saber que o Governo tem uma estratégia económica.

“Não são as operadoras do sector que poderão ditar as leis, mas elas têm de ser ouvidas. No entanto, as ineficiências delas não podem ser transferidas para os consumidores. Esta é uma questão de fundo estratégica que os reguladores vão ter de entender”, assegura o governante que afirma taxativamente que estes trabalham com o Governo e não com os operadores do sector.

Revela que existem estudos feitos a partir desta realidade, mas para José Gonçalves esta realidade é extremamente deficiente, “não nos conformamos, não é para o bem do país”.

No seu entender, o que pode ser bom para uma empresa, não quer dizer que seja bom para o sector ou país e é por isso que o Governo está a trabalhar para garantir a sustentabilidade do país e as empresas, sobretudo de domínio publico, têm de respeitar a política do Governo.

  1. Jorge

    E para quando a substituição dos administradores da AMP?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.