Ministro da Agricultura e Ambiente: “se não houver mais chuvas o ano agrícola está comprometido”

24/10/2016 07:54 - Modificado em 24/10/2016 07:54
| Comentários fechados em Ministro da Agricultura e Ambiente: “se não houver mais chuvas o ano agrícola está comprometido”

gilberto_cpO Ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, está preocupado com a garantia do ano agrícola em Cabo Verde porque se “Santa Barbara” não for generosa e enviar mais chuvas para o país, as produções e plantações estão comprometidas. O que poderá criar problemas sérios, sem contar com o ataque das pragas que não contribuem para uma boa colheita.

 

“Neste momento, as chuvas seriam bastante importantes para o ano agrícola. Se não chover nestes próximos dias de Outubro e início de Novembro iremos ter sérios problemas com os resultados do ano agrícola”, diz o Ministro da Agricultura e Ambiente em entrevista à Inforpress.

O mesmo esclarece que este ano, as fainas agrícolas arrancaram tarde devido ao atraso na queda das chuvas que só chegaram em meados de Setembro em quantidade suficiente para garantir o crescimento das plantas e adianta que “desde o início de Outubro não foi registada queda de precipitações em quantidade significativa, estando as plantas, sobretudo nas zonas semi-áridas e áridas, a passarem por um forte stress hídrico”.

Para além deste constrangimento na reserva de água para as plantações também existe o “ataque” das pragas de gafanhotos registado nalgumas zonas do país e Gilberto Silva adianta que “fomos alertados pelas instâncias do CILSS (Comité Inter-Estados da Luta contra a seca no Sahel) de que há vários focos de gafanhotos que podem ser transfronteiriços e poderão atingir Cabo Verde, daí que os outros países da nossa região, estão a fazer o devido combate no sentido de evitarem este mal” e acrescenta que o Ministério já está a actuar no combate fitossanitário.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.