Abuso sexual de menores: Juiz aplica TIR e prisão preventiva

24/10/2016 07:49 - Modificado em 24/10/2016 07:49

PrisaoOs casos de violação sexual continuam a ser os processos mais complexos nos Tribunais. O Tribunal da Comarca da Praia procedeu, durante a última semana, ao julgamento de dois casos de crimes sexuais praticados contra dois menores. Um dos arguidos, natural do Gâmbia, foi conduzido para a Cadeia de São Martinho enquanto que a um outro jovem de 24 anos foi aplicado Termo de Identidade e Residência.

O cidadão ganense foi presente esta quinta-feira ao Juiz da Comarca da Praia acusado da prática de crime de violação sexual contra a sua vizinha menor de 13 anos moradora no bairro de casas de lata da zona de Palmerejo.

Ainda na zona de Achada Grande Trás, um jovem de 24 anos foi surpreendido e denunciado por um vizinho que alega que o arguido abusava sexualmente de uma menor, sendo “supostamente namorados”.

Uma vez ouvido pelo Tribunal, o agressor saiu em liberdade devendo aguardar julgamento sob Termo de Identidade e Residência.

 

  1. Anete Vital

    Relações sexuais entre um(a) maior e um(a) menor é crime. Empregar o termo de “namorado” é pior para o(a) maior pois denota premeditação e, por isso, punido por lei. Atendendo a que na nossa terra isso passou a ser desporto nacional não deve haver TIR mas cadeia para evitar tiro.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.