Novo concurso para o logo de Morna a Património Cultural e Imaterial da Humanidade

20/10/2016 07:46 - Modificado em 20/10/2016 07:46
| Comentários fechados em Novo concurso para o logo de Morna a Património Cultural e Imaterial da Humanidade

logoMinistério da Cultura vai responsabilizar criminalmente autor da candidatura vencedora do concurso de Morna a Património Cultural e Imaterial da Humanidade.

 

O concurso da logomarca da candidatura da Morna a Património Cultural e Imaterial da Humanidade foi cancelada devido a suspeitas de plágio e, caso sejam provadas, o Ministério da Cultura e Indústrias Criativas vai responsabilizar criminalmente o vencedor do concurso.

Abraão Vicente diz que após a apresentação do logo da candidatura da Morna a património da humanidade, começaram a ter sinais que o logo poderia ter algumas ilegalidades e foi descoberto que é fruto de dois logos internacionais.

Para tal, o MCIC vai responsabilizar criminalmente o autor da obra e abrir um novo concurso para a escolha de um novo logo, algo que acontecerá hoje e estará aberto até finais de Dezembro.

Por ter cancelado o processo em menos de 24 horas, Abraão Vicente diz que a imagem do Ministério da Cultura não irá sair manchada, porque este reagiu a tempo e, eventualmente, poderia ser muito prejudicial para a imagem do processo e da própria candidatura.

O processo de conclusão da candidatura foi para o Instituto de Promoção da Cultura, deixando a parte científica a cargo do IPC com assessoria de Portugal.

O mesmo acredita que no máximo de um ano e meio, a candidatura poderá ser entregue à UNESCO.

Por seu lado, o autor do logo desafia o Ministério da Cultura a provar que a sua obra é plágio, refutando estas acusações, afirmando que a obra é original.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.