CMSV: todos os vereadores ficam com pelouros

14/10/2016 07:48 - Modificado em 14/10/2016 08:06

cmsvOs pelouros para a Câmara Municipal de São Vicente (CMSV) já estão distribuídos e o Presidente Augusto Neves assegura que pretende corresponder às expectativas que o povo atribuiu à sua equipa e reconhece que foram dada “todas as condições” para trabalhar neste segundo mandato.

 

A equipa do Movimento para a Democracia eleita nas eleições autárquicas do dia 04 de Setembro, reuniu-se e atribuiu os pelouros aos nove vereadores. Neste novo mandato, o edil encara com muita responsabilidade por considerar que há mais exigências, uma vez que Augusto Neves conseguiu a maioria absoluta para a sua governação.

Neste mandato há mudanças e Augusto Neves é o novo detentor da pasta da Cultura, do Urbanismo e Gestão do Território, Promoção e Desenvolvimento Económico, Finanças e Planeamento Estratégico e Transportes e Equipamentos e outra novidade é que a Rodrigo Martins foi-lhe atribuído o pelouro do Turismo e mantém a Modernização Administrativa e Actividades Económicas, Património e Contratação Pública, entre outras.

A vereadora Lídia Lima continua com os pelouros da Acção Social e Desenvolvimento Local, Emprego e Formação Profissional, Habitação, Infância e Saúde, entre outros e o quarto vereador, Anildo de Jesus, será profissionalizado a tempo inteiro. É o responsável pelas pastas das Obras Municipais e Edificação, Reabilitação Urbana, Ordenação e Segurança Rodoviária e mantém o pelouro do Desporto, de acordo com a Inforpress.

Em relação aos restantes cinco vereadores, Tânia Monteiro, Carla Monteiro, José Carlos da Luz, Solange Neves e Odair Pinto, três dos quais serão profissionalizados a meio-tempo, terão responsabilidades por pelouros como Planeamento e Ordenamento do Território, Ambiente, Educação, Fiscalização Municipal, Actividades do Mar, Empreendedorismo e Juventude e Actividades Lúdicas, sendo também outra nova medida a de aumentar o número de vereadores a meio-tempo de dois para três, segundo proposta que deve ser remetida à Assembleia Municipal de São Vicente. “Isto porque todos os vereadores terão de trabalhar, pois o povo deu-nos essa possibilidade e responsabilidade e teremos de dar uma boa resposta neste mandato”, justifica o Presidente da CMSV.

  1. AC

    O Senhor Augusto Neves deve repensar a sua gestão na Câmara de S.Vicente. Repare, um desconhecido chega na Câmara para solicitar compra de um terreno para construção da sua casa. A resposta é o seguinte: Temos terreno em “Kilómetro 6” e Madeiral. Logo a pessoa desiste e no dia seguinte recebe proposta por telefone que há terreno nas zonas X e Y por Mil ou mais contos.
    CONCLUSÃO: Os terrenos nas zonas importantes são vendidos aos compadres, amigos dos funcionários da Câmara Municipal para exploração em mercado negro.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.