Primeiro-ministro: “China vai apoiar a criação de uma zona económica especial em S.Vicente”

12/10/2016 08:25 - Modificado em 12/10/2016 08:25
| Comentários fechados em Primeiro-ministro: “China vai apoiar a criação de uma zona económica especial em S.Vicente”

ulissesA China tem sido uma grande parceira de Cabo Verde e o Primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, assegura que é uma cooperação importante para o país, quer no âmbito do diálogo político, quer no desenvolvimento e, particularmente, para os investimentos dos parceiros. Isto após a China ter perdoado 1,54 milhões de dólares de dívida a Cabo Verde e ter-lhe doado outros 15,4 milhões.

 

O perdão da dívida pública de Cabo Verde permitirá investimentos no país, pois “cria folga orçamental e financeira para que os recursos possam ser aplicados em projectos, nomeadamente, sociais”, assegura Ulisses Correia e Silva. O mesmo acrescenta que o encontro com o representante do governo chinês foi muito produtivo e adianta que “a China vai apoiar Cabo Verde no desenvolvimento de um grande projecto que é a criação de uma zona económica especial em S. Vicente, ligada à economia do mar e à criação de uma base logística para o apoio à actividade de pescas”.

Para além do perdão da dívida e da doação de 15,4 milhões de dólares a Cabo Verde, “Pequim também vai apoiar o país no desenvolvimento de um programa de reabilitação de casas de pessoas mais carenciadas, em diversas cidades do país, e reforçar as bolsas de formação na China destinadas a jovens cabo-verdianos”, diz Ulisses Correia e Silva à Inforpress.

O Primeiro-ministro cabo-verdiano frisa que o governo pretende atrair investimentos directos do estrangeiro, sendo o parceiro chinês de extrema importância, visto que aquele promete estimular o investimento de empresários da China em Cabo Verde.

As boas novas foram pronunciadas durante o encontro bilateral entre Ulisses Correia da Silva e Li Keqiang em Macau onde participavam na V Conferência Ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, conhecido como Fórum Macau.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.