Mindelense derrota Salamansa e conquista Supertaça de São Vicente

10/10/2016 08:11 - Modificado em 10/10/2016 08:33
| Comentários fechados em Mindelense derrota Salamansa e conquista Supertaça de São Vicente

mindelenseMindelense conquista a Supertaça de São Vicente época 2016/2017, ao derrotar o Salamansa por 3-1. Esta foi uma reedição da final da Taça de São Vicente, onde a equipa da zona piscatória venceu os tri-campeões regionais pelo mesmo resultado.

 

O Estádio Adérito Sena, na ilha de São Vicente acolheu o jogo entre CS Mindelense, campeão Regional, de Cabo Verde, e Salamansa vencedor da Taça de São Vicente. Esta é a primeira vez que a equipa de Salamansa disputa o troféu de abertura da nova época futebolística.

Num jogo de homenagem a Djobla, considerado por muitos, um dos melhores defesas centrais de Cabo-Verde, tendo envergado a camisola do Mindelense e do Amarante, os encarnados foram os primeiros a marcar aos 13 minutos da primeira parte por intermédio de Erickson, que com um grande pontapé a entrada da grande área inaugurou o marcador. Ele que estreou com a camisola do Mindelense esta temporada, sendo que na época passada representou o Farense.

A história do jogo resume num CS Mindelense menos perigoso, apesar da primeira oportunidade de golo pertencer a equipa dirigida pelo adjunto, o ex internacional cabo-verdiano, Zé D´ Angola, a equipa do Salamansa conseguir em parte dominar boa parte da primeira parte.

A equipa treinada por Rui Alberto ausente devido a compromisso com a selecção nacional, que esta nova época surge com várias novidades, 16 jogadores novos, como: Erickson – ex Farense, Dário (Académica do Porto Novo), Yuran (Académica do Mindelo), Djodjim (Salamansa), Day (Falcões), Piduca, guarda-redes (Académica do Mindelo), Dénnys (Batuque), Nuno (Batuque), Gil (Académica Mindelo), Zazu (Batuque), Hélio (Batuque).

Na primeira parte ainda surgiu algumas oportunidades de golo de ambos os lados, mas ficou por isso mesmo, oportunidades.

A entrada da segunda parte, o Mindelense manteve a sua postura de troca de bola e tentar criar desequilíbrio na zona defensiva do Salamansa, que apesar de alguns erros, com um sistema defensivo bem posicionado.

Aos 19 minutos do segundo tempo, Latch que à muito vinha a procura do golo, fez um belíssimo golo, quando numa saída em falso do guarda-redes do Salamansa deixou a baliza e o avançado do Mindelense não desperdiçou e coloca o esférico no fundo da baliza, aumentando o resultado para 2-0.

A resposta da equipa adversária não se fez esperar e aos 21 minutos, o número 14 Pirú num lance de grande penalidade, reduz parte 2-1 e deu esperanças a equipa de continuar a lutar pelo troféu.

Mas tudo ficou resolvido aos 25 minutos num lance de contra-ataque rápido e num erro da defensiva do Salamansa, Yuran finalizou a jogada com um pontapé certeiro na baliza. De realçar que Fanoca, guarda-redes do Salamansa ainda se esticou, mas com o efeito que a bola fez foi impossível desviar a bola da baliza.

Vencedor

Com o apito final do árbitro, o placar registou 3-1 e o CS Mindelense arrecada o primeiro da época.

Em entrevista ao NN, Zé de Angola diz que é sempre importante vencer este tipo de jogo e que apesar de terem vencido com pouco espaço de treino, a equipa está com um plantel recheado de bons jogadores, principalmente jovens e agora é trabalha-los de forma a recolher os frutos.

Por seu lado, Daniel Fortes técnico do Salamansa faz uma boa leitura do jogo, apesar da derrota diz que a sua equipa foi melhor em campo, mas como quem marca é que ganha, o Mindelense acabou por conseguir marcar 3 golos, dois deles provenientes de um erro na defensiva. “Dominávamos completamente a primeira parte e na segunda tentamos contrariar o resultado, mas acabara por marcar e ganhar o jogo.

Agora é trabalhar e conseguir ficar entre os primeiros cinco classificados, este é o objectivo principal do técnico.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.