Índice de Competitividade: PM diz que e preciso melhorar o ambiente de negócios em Cabo Verde’

30/09/2016 08:22 - Modificado em 30/09/2016 08:22
| Comentários fechados em Índice de Competitividade: PM diz que e preciso melhorar o ambiente de negócios em Cabo Verde’

Ulisses4Ulisses Correia e Silva, primeiro-ministro reagiu com satisfação a subida do país no Índice de Competitividade 2016-2017, mas quer mais. Em declarações à RCV considerou que o indicador “é bom”, mas que a meta do Governo é “melhorar significativamente” a competitividade do País porque “esses pequenos saltos” não irão resolver o problema do País. E explicou melhor “Queremos que a competitividade seja algo construída de uma forma sustentável e possamos dar saltos. É preciso melhorar o ambiente de negócios em Cabo Verde”.

 

Correia volta a tecla que bateu quando estava na oposição onde sempre defendeu que o ambiente de negócios em Cabo Verde era mau, que constituía um entrave ao desenvolvimento da nossa economia. Por isso, hoje, no governo defende “A nossa preocupação não é só termos um ambiente de negócios que possa atrair os investimentos directos estrangeiros e dinamizar a economia pela via do crescimento do turismo. Também temos de estar atentos à economia das ilhas.

E neste sentido anunciou que o Governo vai criar as condições para que as ilhas possam produzir, ter rendimentos e gerarem oportunidades de emprego para as pessoas.

Cabo Verde é o país africano de língua portuguesa melhor classificado no Índice de Competitividade 2016-2017, divulgado esta terça-feira pelo Fórum Económico Mundial.

Apesar de subir dois lugares, o arquipélago continua na parte de baixo da tabela, ao ficar na 110ª posição. Mais abaixo fica Moçambique, que manteve a mesma posição do ano passado, 133ª.

Angola, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe não constam do Índice, tendo Portugal descido do 38º para o 46º lugar.

O Índice de 2016 avalia 138 países e é uma espécie de termómetro do nível de produtividade e das condições oferecidas pelos países para gerar oportunidades e para que as empresas possam obter sucesso.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.