Roana Soulé e Carlos dos Santos vão representar Cabo Verde na sexta Olimpíada de Matemática da CPLP

30/09/2016 08:10 - Modificado em 30/09/2016 08:10

photogrid_1475220931375A Cidade de Fortaleza, no Brasil, acolhe de 05 a 10 de Outubro as sextas Olimpíadas de Matemática da Comunidade de Países de Língua Portuguesa. Os quatro melhores nas olimpíadas a nível nacional vão representar Cabo Verde, na Sexta Olimpíada de Matemática da CPLP.

 

Roana Soulé da Escola Secundária Ludjero Lima, em São Vicente e Carlos dos Santos do Liceu José Augusto Pinto, ambos com 17 anos, dizem estar optimistas e orgulhosos de representar Cabo Verde na OMCPLP, que se tornou num encontro competitivo entre jovens estudantes não universitários de países de língua portuguesa.

Em entrevista ao Notícias do Norte, estes dizem estar satisfeitos e orgulhosos de representarem o seu liceu, a ilha e o País e reconhecem a responsabilidade da sua participação em mais uma edição das Olimpíadas da CPLP.

Carlos dos Santos realça a sua participação nas Olimpíadas nacionais, classificando-a de uma experiência bastante agradável. Esta é a segunda vez que sai vencedor das olimpíadas nacionais, tendo no ano passado conquistado o primeiro lugar da Categoria B.

No entanto, apesar da responsabilidade de representar o País a este nível, diz estar bastante tranquilo e sem nenhuma pressão.

“Esta é uma responsabilidade minha e da equipa nacional que representa o País. Vamos estar entre os melhores da nossa categoria, não tenho qualquer pressão”, referindo ainda que “entro em qualquer competição para vencer. O principal objectivo é vencer, ainda que seja importante fazer novas amizades”, conclui o jovem que, num futuro próximo, quer ser Engenheiro de Redes e Sistemas Informáticos e com o sonho de um dia ser o Presidente da República de Cabo Verde.

Por seu lado, Roana Soulé, do Ludjero Lima, segundo lugar da Categoria C (alunos do 11º e 12º anos de escolaridade) concorda com as declarações do seu companheiro de equipa realçando as novas amizades feitas durante o concurso.

Em relação à participação nos jogos em Outubro no Brasil, mostra-se bastante feliz com os resultados obtidos nas olimpíadas de matemática que lhe garantiram um lugar no Brasil, no início deste mês.

“É com grande orgulho que vamos representar o nosso País e queremos vencer, por isso, estamos focados na preparação, porque apesar de almejar a vencer, a mera participação mostra os resultados de todo o meu empenho”.

Com a expectativa em alta, promete que vão demonstrar o potencial dos jovens nacionais, bem como a capacidade do País de formar alunos capacitados capazes de fazer a diferença e aconselha os jovens a participarem nas olimpíadas.

O Director do Liceu Ludjero Lima, José Cândido, destaca a importância das olimpíadas, tanto da Matemática como do Português, promovidas anualmente pela Direcção Nacional da Educação em articulação com as direcções das escolas secundárias o que, no seu entender, tem sido uma forma de os estimular para o estudo e o gosto da disciplina e, no caso específico, da matemática.

“É com orgulho e satisfação que vemos os nossos alunos participar ao mais alto nível dessas actividades”, felicita.

Este é o resultado dos investimentos feitos nas escolas, reflecte o trabalho feito dentro das salas de aulas pelos professores e, por isso, é o nome da escola e dos professores de matemática que estarão representados nestas olimpíadas.

Realizada pela primeira vez em 2011 em Coimbra, Portugal, o Brasil acolhe pela segunda vez a prova que junta países da comunidade lusófona, com o objectivo de unir os países lusófonos através da matemática, contribuir para o desenvolvimento científico desta comunidade, descobrir jovens talentos nesta ciência e incentivar a troca de experiências entre os países participantes.

A primeira edição das Olimpíadas de Matemática da CPLP teve lugar em 2011, em Coimbra, Portugal, a segunda edição em 2012 no Brasil, em 2013 em Moçambique, em 2014 em Angola e em 2015 em Cabo Verde. Na quarta e quinta edição, Cabo Verde conseguiu as medalhas de prata e bronze na competição com fins educativos.

De acordo com informações avançadas no site da CPLP, esta sexta edição é organizada pela Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), em parceria com o Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA).

  1. North Country Man

    Estes 2 jovens, independentemente do resultado que venham a obter nas provas das Olimpíadas da CPLP, deveriam ser devidamente homenageados pela o sr. Presidente da CMSV, mais não seja pelo facto de terem sido os medalhados na prova nacional.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.