Lazareto: Moradores apelam pela intervenção da CMSV para escoar as águas das chuvas

29/09/2016 08:22 - Modificado em 1/10/2016 11:49

Moradores de algumas zonas de São Vicente estão apreensivos por causa das águas das chuvas que ainda não foram escoadas, visto que atraem mosquitos, há lixo acumulado e mau cheiro, sendo uma preocupação para a saúde das pessoas. Estes pedem a intervenção urgente da Câmara Municipal de São Vicente por considerarem que está em causa a saúde da população.

 

Uma das zonas mais afectadas é a do Lazareto que já tem um historial de reclamações dos moradores devido ao vazamento da água de esgotos na praia da referida zona. Inclusive, já foi apresentada uma queixa-crime contra a Câmara Municipal de São Vicente (CMSV). Todavia, após as chuvas caídas na semana passada, fez-se um “rio” de água suja, lixo e um foco de mosquitos, para além do cheiro desagradável. Esta situação preocupa os moradores por considerarem uma questão de saúde pública que coloca em risco a mesma. Assim sendo, apelam para que a edilidade tome medidas para evitar o pior, visto que não só incómoda, mas que também pode ser prejudicial.

Uma moradora assegura que já procurou a CMSV para expor este “caos” que se vive na zona do Lazareto. Porém, adianta que até agora nenhuma intervenção foi feita e que a resposta foi que “o carro está avariado e que já houve outras reclamações”. Mas a munícipe questiona: “Onde está a prevenção?” e alerta o Departamento do Saneamento que é uma situação perigosa, porque existem doenças como o paludismo e o Zika que podem gerar graves problemas. Assim, pede a actuação das autoridades.

Também na zona do Fonte de Meio há uma acumulação de água das chuvas que se torna num foco de insectos, sendo um local de passagem de várias pessoas, inclusive de crianças que vão para a escola, não sendo esta tão grave como a do Lazareto, porque ainda não se sente o mau cheiro, mas atrai mosquitos e coloca em causa a saúde dos moradores e de várias pessoas que passam no passeio ao lado dessa “piscina” de água suja.

O NN sabe que a Delegacia de Saúde, a CMSV e os militares já estão preparados para a campanha pós-chuva que conta com a ajuda de 350 tropas. Porém, está prevista mais chuva para estes dias, o que levou a adiar esta campanha para a próxima semana. É da responsabilidade da Delegacia a pulverização, o abate e a colocação de produtos que evitem a acumulação de insectos enquanto que o escoamento das águas das chuvas cabe à CMSV, especificadamente, ao Departamento do Saneamento.

Lazareto

  1. lazareto

    não existe nenhuma poça de agua na zona do lazareto. existem sim poças de agua nas zonas da gale e djit.sal.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.