Albertino Graça: “A actuação de Jorge Carlos Fonseca como presidente foi fraca”

29/09/2016 07:39 - Modificado em 29/09/2016 07:39

albertino-gracaO candidato presidencial Albertino Graça saiu satisfeito da ilha da Brava. Para o candidato, a jornada na Ilha das Flores foi importante no sentido que conseguiram estruturar a candidatura na ilha, “com gente experiente e menos jovem”, como sublinha. Um grupo disponível e que dá ao candidato força e confiança no resultado do próximo domingo.

 

Ainda na ilha da Brava, Graça relembra que o Presidente da República não tem funções executivas, mas que no âmbito da sua magistratura, exercerá influência junto do Governo para que o aeroporto da ilha da Brava possa ser construído.

O candidato fez um balanço negativo da actuação do anterior Presidente da República e também candidato, Jorge Carlos Fonseca. E indica a Brava como exemplo da sua apreciação negativa. “Ele teve um desempenho muito fraco porque passou muito tempo a falar da Constituição e esqueceu-se das outras atribuições importantes do Presidente da República. A diplomacia presidencial é uma das actuações fracas do Presidente da República”.

Afirmou ainda que apesar do adversário ter raízes na ilha da Brava, a mesma contou com poucas visitas do anterior Presidente o que “mostra o deficit do seu desempenho”.

O candidato continua as suas acções de campanha na ilha do Fogo, isto quando faltam mais dois dias no terreno para contactar as pessoas, sendo que no sábado é dia de reflexão e no domingo, dia da decisão.

  1. agora é que a vaca torce, vê-se logo que o Albertino Graça não tem estofo para ser presidente, dizer uma coisa destas é que ele não entende de nada.

  2. Este senhor só pode estar a gozar com os Caboverdianos.
    Está para nascer, presidente que venha a chegar aos calcanhares do Dr. Jorge Fonseca. Imaginem, meus senhores, se este TITOTA tiver de fazer um discurso presidencial… MEU DEUS… estaremos perdidos.
    o Dr. Jorge é um SENHOR. No que toca a desempenho presidencial, digam-me lá, quem fez melhor do que ele. A cor da nossa simpatia não pode nos fazer cegos. Não deixem que o partidarismo vos impeça de ver aquilo que o mundo inteiro comprova todos os dias. Eu digo SIM a Cabo Verde. No dia 2 de Outubro, reconfirmemos que ZONA é o nosso presidente.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.