Dez homicídios e quarenta e dois crimes sexuais por mês no último ano

28/09/2016 08:06 - Modificado em 28/09/2016 08:06

cena crimeOs números reflectem o pânico e o terror que as nossas comunidades sentem com a criminalidade com que convivem no dia a dia. No espaço de um ano registaram-se no País 120 assassinatos o que dá 10 por mês.

 

Em relação aos crimes sexuais, o número sobe para 504 casos o que resulta em 42 casos por mês. Isto de acordo com o relatório anual sobre a situação da justiça em Cabo Verde que assinala que entre 1 de Agosto de 2015 a 31 de Julho de 2016, deram entrada na Procuradoria-Geral da República 215 processos-crime por homicídio, 95 (44%) na forma tentada, 80 homicídios simples (37%) e 37 negligentes (17%).

Foram ainda registados dois processos por homicídio agravado e um por homicídio qualificado.

O relatório entregue pelo Procurador-Geral da República na Assembleia Nacional dá ainda conta de um aumento generalizado de processos-crime na ordem dos 6,7 por cento.

No ano judicial em causa, foram ainda registados 504 crimes sexuais, sendo que as agressões sexuais correspondem a 38% dos processos, o abuso sexual de crianças a 34% e os abusos sexuais de menores entre 14 e 16 anos a 9%.

Os crimes contra o património geraram 13.895 processos, na sua maioria por roubo (49%), furto (33%) e dano (10%).

Os crimes de violência baseada no género somaram 2.926 novos processos, que vieram juntar-se aos 7.707 transitados do ano anterior, tendo sido resolvidos 2.119.

Deram ainda entrada 172 novos processos relativos a crimes de droga, a somar aos 842 transitados do ano judicial anterior (2014/2015).

 

  1. Figueiral

    “Somos um povo de costumes brandos”

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.