Albertino Graça assegura independência da sua candidatura

27/09/2016 10:38 - Modificado em 27/09/2016 10:38

Albertino GraçaO candidato presidencial Albertino Graça durante o debate presidencial, junto com Jorge Carlos Fonseca, voltou a chamar a atenção dos eleitores para a questão da concentração de poder. “Mais equilíbrio” tem sido o slogan do candidato e o seu discurso foi no sentido de chamar a atenção das pessoas pelos perigos de colocar todos os poderes políticos numa área politica.

 

“A situação política que nos temos neste momento obriga a ter algum cuidado na hora do voto. Temos um partido político que tem uma maioria parlamentar, chefe da casa parlamentar, um governo, e maioria das câmaras municipais. Neste momento se votarmos em Jorge Carlos Fonseca teremos uma situação de ter todos os órgãos do poder concentrados apenas numa área política”.

E o apelo feito é de que os eleitores possam pensar nos riscos que advém da “hegemonia de poder pode trazer para o país”. Defende que teoricamente a Constituição prevê tudo, e alerta que “na prática não acontece”. E para suportar a sua tese enumera a questão da nomeação dos embaixadores.

Apesar das eleições presidenciais não serem partidárias, mas sim individuais, afirma que a sua candidatura é independente, ao contrário do adversário, com o qual dividiu o debate. “Dizer que há mais de uma candidatura independente não é verdade. Eu penso que o meu adversário não é absolutamente independente, e no comício da Assomada junto o primeiro-ministro e muitos outros contra uma candidatura da cidadania e independente”.

E Albertino Graça a sua candidatura está a impor, porque “se não estaria o primeiro-ministro em campanha”. Sem apoio de nenhum partido diz não ter ficado desiludido com o PAICV em não apoiar a sua candidatura. E acrescenta que quando arrancou com a sua candidatura não pensaram no PAICV.

 

  1. JOAO

    É PERIGOSO colocar todos os poderes políticos numa área politica. VOTEM ALBERTINO GRAÇA.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.