“Posição de Monteiro não é a posição da UCID” mas a confusão está lançada

27/09/2016 08:23 - Modificado em 27/09/2016 08:23

UCIDA UCID ameaça voltar aos velhos tempos em que era considerado um partido folclórico, de “xuxadeira”, devido aos desentendimentos constantes entre os seus membros. E que parece não haver entendimento entre as posições do líder e, pelo menos, a direção do partido quanto ao sentido de voto nas presidenciais. O líder despe o fato de líder e veste o fato de cidadão comum e diz que vota em Jorge Carlos Fonseca, mas mantém o fato de líder para outras ocasiões.

 

Mas a direção da UCID acha que isso confunde os eleitores do seu partido e por isso veio mais uma vez  reiterar a posição do partido em relação as eleições presidenciais. Ou seja, o partido não apoia nenhum candidato dando liberdade de voto aos seus militantes. E o uso do nome do partido durante o tempo de antena de Jorge Carlos Fonseca de que o presidente da UCID e o partido apoiavam a candidatura, leva o partido a reafirmar e a “repor a lógica das coisas”, segundo o membro do Conselho Nacional do partido e porta-voz da UCID para as presidenciais, Lucas Monteiro.

“Na sequência de algum equívoco da análise político veiculado durante o tempo de antena da candidatura de Jorge Carlos Fonseca, no passado dia 21. Não estamos interessados em alimentar polémica. Houve algum mal-entendido daquilo que é a posição da UCID em relação as candidaturas em presença as eleições presidenciais. As afirmações de António Monteiro de apoiar pessoalmente a candidatura de Jorge Carlos Fonseca não vincula a UCID”, como afirma Lucas Monteiro.

O porta-voz do partido assume que esta situação cria alguma dificuldade. Isto devido a dificuldade de separar o cidadão António Monteiro da figura de presidente da UCID. E neste sentido deixa tudo a esclarecer por António Monteiro. E o partido quer manter se neutro nesta disputa. E Lucas Monteiro bate na mesma tecla que de que não fazem a leitura de que “a posição de António Monteiro como cidadão e ao mesmo tempo presidente da UCID como única.

Lucas Monteiro não acredita em divisão do partido, e diz que mesmo nas reuniões do partido existe ideias contrárias e discussões acesas, mas que faz parte da democracia. O certo e que e estranho um partido onde o presidente apoia um candidato indo contra as indicações da direção do partido no sentido de não apoiar nenhum candidato.

  1. António Monteiro é cara da Ucid, falar de Ucid é falar de monteiro. Ao contrário do Sr. Lucas uma pessoa pelo menos quase ninguém conhece, eu por exemplo voto é no monteiro.

  2. Carlos Rodrigues

    A Direcção Nacional da UCID adoptou uma posição corajosa e coerente de não apoiar nenhum candidato. Atendendo ao grande desiquilibrio político gerado pelos resultados das eleições legislativas e autárquicas, entendeu a Direcção Nacional da UCID que não se deve desiquilibrar ainda mais, votando num Presidente apoiado pelo MPD. António Monteiro devia ter o mesmo poscionamento porque ele repetidas vezes disse que queria acabar com a bipolarização partidária do PAICV e MPD. Então, quem quer acabar com a bipolarização, agora vem adoptar uma posição de querer reduzir tudo a apenas uma força política ?
    Outra coisa é que quem está apoiar Jorge Carlos Fonseca não é o Presidente da UCID, porque esse partido já apresentou a sua posição oficial. Quem está a apoiar JCF é apenas o cidadão António Monteiro.

  3. siul

    Monteiro Mamador Angula quer tirar proveito disse!

    Muito triste para a UCID, e muita irresponsabilidade de Angula!

    Líder de um lado e a UCID como partido do outro lado.

    É desse tipo de políticos com Angula que o país não precisa pois ele esta desorientado com a derrota estrondosa em SV e agora tenta rearranjar o tacho…bandido pa!

  4. militanteUCID

    “A UCID ameaça voltar aos velhos tempos em que era considerado um partido folclórico, de “xuxadeira”” a sério que não li isto, isto sim é jornalismo de qualidade, a candidatura do Jorge Carlos Fonseca é toda ela suportada pelo MPD e se a UCID apoia ou não o JCF não afecta em nada, esta noticia apenas serve para ridicularizar a UCID, não há nada concreto no partido a apoiar o JCF ate pq o nosso predisente foi a aparesentação como cidadão e não enquanto presidente da UCID, nos temos a total liberdade para votar em quem quisermos o mesmo acontecerá com militantes, apoiantes e simpatizantes do MPD ou do PAICV, o Presidente da Republica deve ser um cargo sem ligações diretas a partidos, pois ele é o nosso representante máximo de todos os caboverdianos, sem cor politica, ilha ou áte clube de futebol, ele é um elo e não uma barreira para nos dividir, esperava e espero sempre mais das vossas notícias…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.