6ª Confissão pública de Vera Pina

16/09/2016 08:52 - Modificado em 16/09/2016 08:52
| Comentários fechados em 6ª Confissão pública de Vera Pina

Vera BritoJá tinhas imaginado alguma vez, que por detrás desta bela aparência religiosa da CRASDT, eu e alguns outros da CRASDT, planejamos e praticamos males desta natureza, contra a própria CRASDT?

                                              6ª Parte

 

Lembro que no dia seguinte, por volta das 20:00 da noite, eu estava na casa do Amândio, na sala grande da sua casa, sentada no sofá, e que o Amândio veio andando rapidamente no corredor em direcção à sala. Que assim que ele chegou perto de mim na sala, ele disse-me que tínhamos de telefonar com urgência ao Titi, porque o Titi não tinha acreditado que o Inácio era um violador de crianças e que ele tinha decidido que ele não ia nem perguntar ao Ailton isso, porque certamente isso era mentira. Que o Branco tinha acabado de contar isso a ele Amândio, então que ele ia ter uma conversa séria com o Titi à minha frente, para o Titi entender com quem que ele estava a lidar. Os demónios logo disseram-me para eu dizer ao Amândio ok, eu concordei com os demónios e eu disse ao Amândio ok. Então o Amândio telefonou ao Branco e logo que o Branco atendeu o móvel, o Amândio pediu-lhe para ele passar o móvel para o Titi. O Branco disse ao Amândio ok e ele passou o móvel para o Titi. Quando o Titi atendeu o móvel, o Amândio saudou o Titi e o Titi saudou-lhe, então o Amândio perguntou ao Titi se ele tinha perguntado ao Ailton, se o Inácio violava as crianças do Orfanato ou não. O Titi disse ao Amândio que ele não tinha feito isso, porque ele já sabia que o Inácio não fazia isso, que ele conhecia o Inácio antes dele Amândio ter conhecido o Inácio e que ele viveu junto com o Inácio quando ele ainda era rapazinho, então que se o Inácio nunca mexeu com ele e nem com ninguém, mas que pelo contrário o Inácio sempre combatia prostituição e outros crimes sexuais, como é que de repente ele tinha começado a violar justamente criancinhas pequenas, o que era mais difícil ainda de ser verdade. O Amândio disse ao Titi que ele estava a fechar-se para a verdade, que ele não queria ver quem realmente o Inácio era, mas que se ele fechava-se para DEUS, DEUS também ia fechar-se para ele. Para ele ver que não tinha sido o Inácio quem tinha-lhe chamado no Safende para tirar-lhe da aflição que ele estava a viver, mas que tinha sido ele Amândio e eu Vera, que já que ele não reconhecia o bem que tínhamos-lhe feito, mas ele suspeitava de nós a ponto de nem investigar primeiro para ele saber, se estávamos a falar uma verdade ou uma mentira, que então assim como DEUS tinha-lhe trazido para o Cenáculo, DEUS ia levar-lhe de volta para a sua casa no Safende, para a sua velha vida. Logo o Titi disse que isso ele não queria, que ele realmente queria abandonar a droga e todos os maus vícios que ele tinha. O Amândio disse ao Titi que se ele queria isso, ele tinha de ir falar com o Ailton filho da Faustina, para ele saber da boca dele quem realmente era o Inácio. O Titi disse-nos que não tinha problemas, que ele ia fazer isso nesse mesmo dia de noite e que ele ia falar connosco depois. Então o Amândio disse-lhe ok e o Amândio disse-lhe para ele levar o Branco junto com ele, quando ele fosse falar com o Ailton. O Titi disse que não tinha problemas, que ele ia fazer isso. Então o Amândio e o Titi despediram-se e o Amândio desligou o móvel. O Amândio logo disse-me que o Titi estava a brincar com ele, mas que ele não conhecia-lhe, que ele Amândio era mil vezes mais criminoso que ele Titi, e que se o Titi não cumprisse exactamente aquilo que ele Amândio mandava-lhe, ele ia pagar a Thugs na Praia para açoitarem o Titi bem açoitado até o Titi aprender quem era ele Amândio. Logo os demónios disseram-me na mente, que o Amândio realmente era um homem muito perigoso, eu logo concordei com os demónios e eu pensei que o Amândio realmente era um homem muito perigoso. Então o Amândio encostou-se no sofá e ele disse-me que ele ia esperar o Titi telefonar-nos, os demónios disseram-me para eu dizer ao Amândio ok, eu concordei com os demónios e eu disse ao Amândio ok. Passados uns 30 minutos, lembro que eu estava já a dormir no sofá, quando eu senti o móvel do Amândio tocar e o Amândio atender o móvel, quando eu despertei completamente, eu vi o Amândio sorrindo e ouvi-lhe dizendo: o que é que eu te disse? Isso é para veres que eu não tenho nada pessoal contra o Inácio, mas que realmente, eu como um Juiz, não posso ignorar injustiças e realmente sabendo eu claramente a vida que o Inácio está a levar despistadamente na Igreja, eu não posso ficar do lado do Inácio e contra DEUS, por mais que o Inácio seja meu amigo. Os demónios então disseram-me para eu dizer ao Amândio para ele colocar o móvel dele no altifalante para eu ouvir o que o Titi dizia-lhe, eu logo concordei com os demónios e eu disse ao Amândio para ele colocar o móvel dele no altifalante, para eu ouvir o que o Titi dizia-lhe. Então o Amândio colocou o móvel dele no altifalante e eu ouvi o Titi dizendo ao Amândio que o Ailton tinha-lhe confirmado, que realmente o Inácio mexia com as crianças do Orfanato dos meninos, que o Inácio já tinha esfregado o pénis dele na polpa dele Ailton quando ele era mais pequenino e que o Amândio sabia disso, porque no dia que o Inácio fez-lhe isso, quando ele Ailton saiu do quarto do Inácio, ele encontrou-se com o Amândio no corredor do apartamento do Inácio. Que isso tinha acontecido num dia de tarde, no quarto do Inácio e que a Delicia não estava lá naquele dia. Que quando o Inácio já tinha terminado de abusar dele, ele saiu do quarto do Inácio chorando muito quieto para o Inácio não ouvir-lhe, porque senão o Inácio certamente ia bater nele. Que depois ele contou ao Amândio porquê que ele tinha saído do quarto do Inácio a chorar e que o Amândio também viu que ele tinha contado a verdade, porque quando o Amândio entrou no quarto do Inácio, ele viu que o Inácio estava com a roupa toda desarranjada, com camisa fora da calça e com o fecho da calça aberto. Que o Inácio fazia esse abuso não apenas com ele Ailton, mas com outras crianças do Orfanato também e que o Inácio sempre ameaçava-lhes que se eles contassem algo para alguém, que ele Inácio expulsava-lhes a eles e a seus familiares da Igreja. O Titi disse ao Amândio que ele não acreditava que um menino tão pequeno como o Ailton, pudesse contar tão bem uma mentira dessas, que o Ailton contou-lhe isso mas quase chorando, e que ele mostrou estar profundamente magoado com o Inácio. O Amândio logo disse ao Titi que o Ailton tinha-lhe contado a pura verdade, que era por isso que DEUS estava altamente aborrecido com o Inácio e que DEUS queria que ele Titi ajudasse-lhe a revelar o verdadeiro carácter do Inácio para a Igreja. O Titi disse que não tinha problemas, que ele sempre tinha pensado que o Inácio era um homem de DEUS, mas que agora ele tinha compreendido quem realmente era o Inácio, e que ele ia dar todo o seu apoio para DEUS desmascarar o Inácio para a Igreja. O Amândio então disse ao Titi que ele devia ficar manso no cenáculo durante os primeiros dias, mas que em breve, ele Amândio e eu Vera íamos instruir-lhe, sobre o que ele devia fazer dentro do cenáculo, para ele ajudar DEUS a revelar o verdadeiro carácter do Inácio perante a Igreja. O Titi logo disse ao Amândio que não tinha problemas, então ele e o Amândio despediram-se e o Amândio desligou o móvel. O Amândio disse-me que então estava tudo resolvido, que o Titi já tinha caído em si e já tinha acreditado que realmente o Inácio era o maior criminoso e bandido que tinha na Tenda, que agora era só deixarmos o Titi ficar manso durante uns dias dentro do Cenáculo, que depois disso devíamos instruir o Titi rigorosamente, para ele fingir que ele tinha sido bloqueado novamente pelos demónios, mas desta vez com um bloqueio passivo (sem começar agredindo logo as pessoas, mas falando calmamente, como se fossem os demónios que estivessem a falar através da boca dele Titi). Que ele devia enganar ao Inácio em especial, que ele estava bloqueado pelos demónios, e que depois de ele enganar ao Inácio que ele estava bloqueado pelos demónios, então ele devia partir para violência dentro do cenáculo, sempre dizendo aos irmãos da CRASDT que ele batia, que ele estava fazendo-lhes esse trabalho a mando do Inácio. Os demónios logo disseram-me para eu dizer ao Amândio para fazermos isso sim e com urgência porque o Inácio estava já vivo há muito tempo, e já estava na hora dele ir para debaixo da terra (dele morrer), eu logo concordei com os demónios e eu disse ao Amândio para fazermos isso sim e com urgência, porque o Inácio estava já vivo há muito tempo, e já estava na hora dele ir para debaixo da terra (dele morrer). O Amândio riu e ele disse-me que em breve íamos sossegar o nosso espirito e íamos ver o Inácio pagando bem caro por todos os abusos que ele tinha feito contra as crianças do Orfanato. Os demónios disseram-me para eu dizer ao Amândio que quando o Inácio finalmente fosse preso ou morresse, eu Vera ia mandar na Igreja, e ia conduzir todos os membros da Igreja de forma que eles vivessem livremente, sem ter de cumprir as estúpidas regras do Inácio, eu concordei com os demónios e eu disse ao Amândio que quando o Inácio finalmente fosse preso ou morresse, eu Vera ia mandar na Igreja, e ia conduzir todos os membros da Igreja de forma que eles vivessem livremente, sem ter de cumprir as estúpidas regras do Inácio. O Amândio disse-me para eu ficar descansada, que em breve todo o mundo ia ficar livre do louco do Inácio e que ia acabar nessa altura certamente 90% do Fanatismo que existia no mundo. Quando o Amândio disse-me isso, logo eu e o Amândio rimos muito, em concórdia consciente com os nossos demónios. Então o Amândio disse-me para irmos descansar e dar um tempo ao Titi, para ele enganar um pouco ao Inácio e aos membros da CRASDT que ele estava manso, mas que logo logo íamos mudar-lhe de fase (no seu comportamento). Os demónios logo disseram-me para eu dizer ao Amândio ok, eu concordei com os demónios e eu disse ao Amândio ok. Então o Amândio foi para o seu quarto, e passados uns 5 minutos eu também fui para o quarto de hóspedes da casa do Amândio para eu dormir.

 

Em Continuação

 

Nota: Abaixo segue-se os nomes dos Membros que estiveram presentes nas conversas dos cabecilhas do Ministério de Iniquidade, que ouviram todos os detalhes dos assuntos tratados ao longo dessas conversas, conforme estão relatados ao pormenor nesta minha confissão e que aceitaram livremente assinar como testemunhas da ocorrência dessas conversas e dos assuntos tratados ao longo dessas conversas, conforme descritos nesta minha confissão.

 

Amândio Honório de Jesus Delgado de Brito

________________________________________________________________

António Filomeno Barros de Pina (Branco) ________________________________________________________________

Cândido de Pina (Cando) ________________________________________________________________

 

A Confessa

______________________________________________

Vera Ambrozina Delgado de Brito de Pina

30/04/16

 

Seguem-se os nomes das testemunhas que confirmam, a minha livre decisão de confessar e publicar esta minha confissão.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.