Búlgaro que caça refugiados tem cabeça a prémio

12/09/2016 09:09 - Modificado em 12/09/2016 09:09
| Comentários fechados em Búlgaro que caça refugiados tem cabeça a prémio

bulgaroDinko Valev, um cidadão búlgaro de 29 anos assume-se como um “vigilante” do país. Este homem encara a caça aos refugiados como um desporto e é de tal forma procurado que até o Daesh oferece uma recompensa de 45 mil euros pela sua captura.

Há meses que a imagem deste homem, montado a cavalo ou a posar entre veículos militares que conseguiu adquirir para a sua missão de caçar refugiados que tentam atravessar a fronteira, através da Turquia, circula nas redes sociais.

A vigilância de Dinko Valev, que se comprometeu a entregar à polícia todos aqueles que tentam ilegalmente passar a fronteira, tornou-se famosa e segundo o próprio tem merecido o apoio da comunidade, que defende a necessidade de proteger o território.

O lutador semiprofissional, que surge nas fotografias de cabeça rapada e tatuagens, já terá detido muitos cidadãos sírios, motivo que levou o auto proclamado Estado Islâmico a oferecer uma recompensa de cerca de 45 mil euros pela sua captura, avança o diário britânico “Daily Mail”.

De acordo com o jornal foi a própria Agência Nacional de Segurança da Bulgária quem o avisou que ele era um dos alvos do grupo terrorista jiadista.

Valev conseguiu reunir um grupo de cerca de 12 homens e é o líder de um grupo paramilitar que neste momento patrulha a fronteira turco-búlgara. As operações deste grupo já foram criticadas por ativistas que defendem os direitos humanos e que as consideram um ato criminoso.

jn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.