Maioria absoluta na CMSV: “não haverá desculpas se não houver soluções“

12/09/2016 08:12 - Modificado em 12/09/2016 08:12

CMSVO MpD conseguiu a maioria absoluta em São Vicente, depois da confirmação dos votos por parte da CNE. Nos mandatos anteriores, o partido partilhou o poder com a UCID, sendo que os democratas cristãos tiveram por dois mandatos consecutivos dois vereadores. O cenário para o próximo mandato será diferente. Na Câmara Municipal, os nove vereadores eleitos são todos do MpD que na Assembleia Municipal conseguiu onze deputados, um a mais do que a oposição, PAICV e UCID.

 

O Presidente da CMSV já afirmou que esta maioria lhe dá mais responsabilidades. O NN procurou saber o que os mindelenses esperam desta maioria absoluta. Esta era a ambição do partido em ter o mesmo partido tanto no governo central como no local. Esta situação é real e é algo com que os eleitores vão ter de conviver durante os próximos quatro anos.

“Será uma boa oportunidade para o desenvolvimento de São Vicente”, cita Carlos Fontes, Bela Vista, em relação à situação. E acrescenta que dois governos, em princípio, vão procurar remar na mesma direcção. Esta ideia é também defendida por Celma Cruz que diz que o problema que São Vicente tinha era o facto do PAICV e o MpD não se entenderem e com as quezilas constantes, quem saiu prejudicado com estas guerras foi a ilha.

A perspectiva de muitos é que a ilha pode desenvolver-se de forma mais concreta. Apesar de haver uma outra visão sobre a questão, nada mais se pode fazer. E agora, a responsabilidade está do lado da CMSV. “Agora, o Presidente tem mais responsabilidade e não haverá nenhuma desculpa que sirva se não fizer nada”, afirma Jorge Delgado. “Foi o que o povo quis: dar a maioria ao MpD para os próximos anos mas, no caso de nada mudar e a situação de São Vicente não mudar para muito melhor, é melhor que o Presidente nem se recandidate na próxima vez”, realça Anderson Monteiro.

A responsabilidade é atribuída ao Presidente e à sua equipa, exigindo uma melhoria na situação da ilha de São Vicente, esperando numa melhoria na vida das pessoas. Esta responsabilidade é dada pelo discurso na campanha, como diz Arlindo Santos. “O discurso do Presidente é que com uma câmara e governo do mesmo partido, a ilha iria ter muitas vantagens”. E, com base nestas promessas, seguiu esta linha de pensamento, mas espera não estar errado.

A promessa feita por alguns entrevistados é que, com esta responsabilidade dada ao Presidente, se nada de melhor acontecer, ele poderá encerrar o mandato. Apesar desta linha de pensamento não ser unânime, com alguns cidadãos a não gostarem da ideia de um mesmo partido a governar tudo, a esperança agora, como diz Nilton Delgado, “é que São Vicente possa sair beneficiado com uma Câmara e um Governo do mesmo partido”. Na ideia de que têm todos a responsabilidade de fazer e no caso de não fazerem, “já não vai haver desculpa”, porque foi o pedido feito ao eleitorado.

  1. Silvério Marques

    A decisão do leitorado de S.Vicente foi inteligente. Deu todos elementos para uma boa governação ou para melhorar que não tem sido possível fazer devido a uma Câmara coligada. O MpD sabe que ou dá conta do recado ou então sai pela porta pequena daqui a 4 anos, em 2020. É preciso exigir tudo, principalmente – TRANSPARÊNCIA E BOA GESTÃO DA COISA PÚBLICA. Os meios poderão ser escassos para fazer tudo, mas que os disponibilizados sejam bem aplicados e na totalidade.

  2. Fernando Fortes

    Estamos num momento de viragem politica.
    O MPD fica imbuído duma grande responsabilidade,politica,económica e social.
    Diversos projectos terão que sair da gaveta.
    O emprego terá que forçosamente crescer.,
    Propunha ao governo e a Câmara Municipal, apoiar a 1ª infância, forte investimento no saneamento,reforço na área da segurança, e apoio ao investimento externo, no sector do turismo, com o incentivo a construção de 2 hotéis, para o arranque do turismo urbano em ligação com S.Antão e S. Nicolau, com sectores complementares.
    Sector de transporte marítimo, tem que sair da miséria

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.