Alcides Graça pede ao MpD e UCID para que não brinquem com a inteligência dos são-vicentinos

31/08/2016 07:59 - Modificado em 31/08/2016 07:59

alcides graçaO candidato à Câmara Municipal de São Vicente pelo PAICV, Alcides Graça, responsabiliza o MpD e a UCID pela falta do desenvolvimento da ilha, uma vez que os dois partidos têm partilhado a gestão da autarquia. Assim sendo, Graça defende que o eleitorado mindelense deve apostar numa melhor alternativa, porque aqueles dois têm estado de mãos dadas e a brincar com a inteligência dos são-vicentinos e só nas eleições é que pedem “o divórcio”.

 

“Um Município sem ambição, sem nenhuma visão de desenvolvimento económico, social e cultural. Este é, lamentavelmente, porque não fico contente quando a ilha que nós todos amamos se encontra no estado em que está, o quadro que temos desde 2004, altura em que o MpD e a UCID assumiram conjuntamente o governo do Município de São Vicente”, assegura Alcides Graça, candidato à CMSV nas autárquicas a serem realizadas no dia 04 de Setembro. Neste sentido, o PAICV apela para que os partidos de oposição não brinquem com a inteligência dos são-vicentinos.

Graça assegura que com a vitória nas eleições municipais o PAICV pretende: “Promover o investimento nos diversos domínios da economia; transformar as potencialidades culturais em oportunidades de negócios; transformar o desporto numa opção profissional; conceber e implementar um projecto de planeamento territorial que proporcione a todos o acesso à própria parcela de terreno e construção condigna da sua habitação e, ao mesmo tempo, travar o crescimento de bairros informais. Temos de recuperar a nossa tradição industrial com a desconcentração do poder autárquico. É um imperativo. Não se compreende a razão pela qual um munícipe de Salamansa ou de São Pedro ou ainda de Calhau tenha de se deslocar à cidade propositadamente para tratar de qualquer assunto. A Câmara tem de levar o serviço para mais perto do munícipe”, lê-se no site do PAICV.

  1. JOVEM DE S.VICENTE

    A Câmara de S.Vicente carece de uma nova gestão. É preciso também e urgente mudar as funções dos funcionários do gabinete técnico, dos fiscais e demais servidores que estimulam a corrupção e o “mercado negro” na venda dos terrenos municipais. SÃO VICENTE PRECISA DE MUDANÇA. VOTE UCID.

  2. AC

    JOVEM DE S.VICENTE comentou e bem. Repare, um desconhecido chega na Câmara para solicitar venda de um terreno para construção da sua casa. A resposta é o seguinte: Temos terreno em “Kilómetro 6” e Madeiral. Logo a pessoa desiste e no seguinte recebe proposta por telefone que há terreno nas zonas X e Y por Mil ou mais contos.
    CONCLUSÃO: Os terrenos nas zonas importantes são vendidos aos compadres, amigos dos funcionários da Câmara Municipal para exploração em mercado negro. A CÂMARA PRECISA DE UMA NOVA GESTÃO. COM PESSOAS QUE ESTIMULAM A TRANSPARÊNCIA.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.