UCID: “não faz sentido um partido gastar 400 contos num comício, enquanto há pessoas a passarem dificuldades”

26/08/2016 09:35 - Modificado em 26/08/2016 09:35

antonio monteiroAntónio Monteiro diz que a sua forma de campanha é uma maneira  de mostrar respeito a população. Assegura que esta é uma postura que irá ter como futuro presidente da câmara.

Em campanha porta a porta na zona da Ribeirinha, o líder da UCID e candidato a presidência da Câmara Municipal de São Vicente diz que a sua mensagem está a passar e que a população tem recebido muito bem as suas propostas e acredita numa vitória no dia 04 de Setembro.

Sem comícios esta quinta-feira, optando por uma forma de fazer campanha directamente chegando as pessoas, Monteiro explica que essa decisão não tem nada a ver com o factor económico envolvido, mas de puro respeito as pessoas, esta é segundo este candidato, uma forma de mostrar respeito as pessoas. “Sim respeito, porque não faz sentido um partido, no caso da UCID, gastar 400 contos num comício, enquanto há varias pessoas a passarem dificuldades” esclarece.

Portanto conforme explica esta é uma medida para demonstrar as pessoas que é no poupar que está o ganho e mostrar que estando na câmara é essa a postura que assumirá, de poupar de gerir melhor os recursos e fazer aquilo que considera realmente essencial para o bem-estar São Vicente. “Esta é a esperança que estamos a lançar à população de que com a UCID na câmara faremos uma gestão criteriosa dos recursos e conseguiremos ajudar o maior número de pessoas”.

“A mensagem que temos estado a passar é dizer as pessoas que temos tudo ao nosso alcance, enquanto presidente da câmara para ajudar na resolução dos problemas dessa ilha” diz Monteiro que assegura que a população o conhece e sendo assim sabe qual tem sido o seu empenho, a sua dedicação à causa das pessoas, principalmente os mais desfavorecidos que acreditam que “serei capaz de ajudar a resolver os problemas, tendo em conta as medidas que temos estado a anunciar” afirma.

Para esta primeira semana de campanha, o balanço do partido é positivo. “Sinto que as pessoas ao falarem comigo, que vão votar na UCID, que querem uma mudança na câmara e acredito que na câmara com o voto deles faremos um trabalho meritório para São Vicente”, conclui.

  1. dignidadesv

    Minha gente, muito cuidado com o discurso desse senhor que parece a madre Teresa de Calcutá, mas não é!

    Este senhor que nas campanhas mostra os dentes as pessoas que vivem no limiar da pobreza, esse senhor brinca com a dignidades das pessoas!

    O António Monteiro faz parte da CMSV, há vários anos, ele também é deputado Nacional, há vários anos, mas entretanto o seu contributo enquanto vereador e enquanto deputado nacional, para minimizar a pobreza, a dignidade humana para essas pessoas não mudou nada absolutamente nada!

    Tanta hipocrisia, a brincar com o sofrimento e a dignidade das pessoas!

    Entao basta, não desperdicem o voto nesse senhor, e nem no senhor da Republica de Santiago!

    Deem uma chance a Alcides Graça, que nunca esteve la e fara diferente e para melhor!

    Soncent nos bandera!

  2. ATENTO

    Para por cobro os gastos excessivos, é preciso reduzir o valor que os Partidos recebem por cada voto depois das eleições. A redução deste valor é da responsabilidade dos atores políticos. Para mim os 750$00 por cada voto, podiam ser reduzidos em 50 ou 60%. Assim os Partidos teriam mais cautela nos gastos nas campanhas eleitorais.

  3. Cidadaocv

    Pois é … Sr. Monteiro, gasta quem pode, ou quem tem, ou quem tem onde ou como ir “buscar” para gastar. Se a UCID não gasta dinheiro em campanhas eleitorais é porque não o tem e não tem como ir “buscar” dinheiro. Aliás, lembro-me que uma das reclamações/justificação que a UCID tem dado pela sua fraca/inexpressiva expansão a nível nacional, é exactamente “FALTA DE MEIOS FINANCEIROS”. Portanto, Sr. Monteiro nada de hipocrisias.

  4. Nuno Ventura

    Há um tema que o António Monteiro deve esclarecer antes de dia 4. É preciso que fique claro se ele aceita ficar como vereador, caso seja eleito, e largar o lugar de Deputado da Nação. Espero que não esteja a pensar em acumular salários como já fez acumulando o ordenado da ELECTRA (onde não fazia nada) e de deputado.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.