Se o PAICV vencer, ou não, pode ter o poder na mão

18/08/2016 08:32 - Modificado em 18/08/2016 08:32

paicv3O PAICV entra na corrida eleitoral com a meta na vitória. O que a acontecer seria algo de inédito visto que o partido ainda não teve a oportunidade de governar a CMSV. Várias causas têm sido apontadas pelas derrotas e uma delas tem sido a escolha de candidatos que, mesmo sendo da ilha, vivem noutras paragens. Desta feita, o partido apresenta um residente da ilha, Alcides Graça.

O PAICV vai para as autárquicas ainda com a ressaca das eleições legislativas. Ele que era o principal partido na ilha, tendo em conta as legislativas de 2011, passou para a terceira força política depois das eleições de Março. Mas o candidato do partido mostra-se confiante afirmando publicamente que as autárquicas são eleições totalmente diferentes das legislativas e, por isso, não se preocupa com os resultados obtidos em Março. Alcides, tal como os outros candidatos, aposta na vitória no próximo dia 4 de Setembro. E no caso de acontecer, sem maioria absoluta, quais serão as probabilidades de viabilização da CMSV?

Em caso de não haver maioria nas eleições, essa maioria será para aprovar os documentos de gestão do município. Neste caso, o PAICV vai ver os outros partidos de forma diferente. Com o MpD no Governo, uma coligação entre os dois partidos seria um tanto difícil, tanto a nível de ideologia, como a nível de projectos, ou mesmo pelo fato dos dois partidos não serem os melhores amigos. Outro exemplo político de relação conturbada tem sido o de Alcides e Augusto Neves. Os dois têm sido grandes protagonistas nas sessões da Assembleia Nacional esgrimindo argumentos e, poucas ou raras vezes com acordo. Estes factos levam a crer que uma aliança entre os dois partidos será de tudo o menos provável.

A UCID seria a solução a ser procurada em caso de vitória. Os dois partido até que em vários aspectos têm concordado em temas dentro da Assembleia Municipal, sendo a última a avaliação da actuação da edilidade. O facto da UCID ter partilhado o Governo da CMSV com o MpD levou o PAICV a incluir os dois partidos no balanço negativo que fez do executivo camarário. E este aspecto poderia azedar o caldo, mas com alguma negociação e alguma cedência de ambas as partes, assim como aconteceu com o MpD, poder-se-ia chegar ao acordo. A UCID, por sua vez, aposta forte nestas eleições e quer governar, mas em caso de derrota e vitória do PAICV, a união seria o mais provável do que com o MpD.

Em caso de derrota do PAICV

Em qualquer disputa existem dois resultados: a derrota e a vitória. No caso do PAICV, por estranho que pareça, a derrota pode ser considerada como uma vitória, se se mantiver o quadro que se verificou nas legislativas. Se se confirmar o mesmo resultado, vitória do MpD seguida da UCID, o PAICV surgiria como terceira força política. O MpD formaria o executivo e a UCID não quererá abrir da sua posição na Assembleia como o maior partido da oposição. E sem maioria para o MpD na Assembleia e com a UCID como maior partido da oposição, surge então o PAICV com menos deputados mas com mais poder. Isto com o executivo e a oposição com disposições contrárias, caberia ao PAICV decidir para que lado irá pender a balança.

O PAICV teria a mesma posição da UCID nos mandatos anteriores, mas neutro em relação à edilidade e, dependendo da avaliação dos documentos, poderia aprová-los ou não. E com a oposição a fazer literalmente o seu trabalho de oposição, a porta estaria aberta para o PAICV exercer o seu poder de decisão.

Então, vencendo, poderá governar e mantendo as indicações de voto das legislativas poderá, por sua vez, condicionar a governação.

  1. CidadaoCV

    Pois é … O cenário autárquico em São Vicente é “interessante”. Podemos ter uma solução a António Costa (PS, BE, PCP). Não havendo maioria absoluta, “tecnicamente” os dois partidos menos votados poderão unir e apresentar uma solução estável de governabilidade.

  2. Caboverdiano

    Pois é CidadãoCV, o cenário caminha por ai. o MPD vai ganhar as eleições e o PAICV vai assumir a liderança da câmara.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.