Jogos Olímpicos: “Zezinha” estreia esta quarta-feira no Taekwondo

17/08/2016 08:34 - Modificado em 17/08/2016 08:34

zezinhaA atleta natural da zona de Ribeirinha, São Vicente, na categoria – 49 kg defronta a tailandesa Panipak Wongpattanakit.

Em Fevereiro, conseguiu no Open de Taekwondo, em Agadir, Marrocos, a primeira qualificação cabo-verdiana para os Jogos Olímpicos Rio’2016.

“Zezinha” Andrade venceu a medalha de prata no Open de Agadir, com duas vitórias nos quartos e nas meias-finais, tendo perdido a final de forma tangencial, 2-3 para a atleta do Congo, Rosa Keleku, pelo que se qualificou de forma directa para o Rio’2016.

Este é um sonho realizado, já que desde criança via os Jogos Olímpicos “e ficava com uma vontade enorme de um dia ir lá representar o meu País em atletismo porque o meu sonho antes era praticar o atletismo e passava a vida a correr de um lado para o outro a imaginar que estava nos jogos olímpicos, mas nunca fiz atletismo profissionalmente. Era um sonho que tinha desde criança. Depois cresci e acabei por entrar em Taekwondo uma modalidade nova em Cabo Verde e aprendi a amar e a ter paixão pela modalidade”, conta a atleta que em menos de dois anos a praticar a modalidade, conseguiu a sua primeira qualificação para os Jogos Olímpicos.

A participação cabo-verdiana prossegue no dia 19 de Agosto (12:20) com a atleta Elyane Boal em ginástica rítmica.

Já entraram em prova Lidiane Lopes que ficou a oito milésimos da classificação nos 100 metros, e o pugilista Davilson Morais, que perdeu por KO no primeiro combate, na categoria + 91 quilos, frente ao campeão britânico e uma das grandes promessas do boxe mundial, Joseph Joyce.

  1. A idiotice não tem limites e por causa disso CV não consegue ter um atleta de nível nos 100 metros. Que a direção do Comité Olímpico, o técnico Nhanghana e a Lidiane propaguem essas idiotices relacionadas coma a sua falsa classificação entendo. Porque estes têm laços comestíveis com a modalidade de 100 metros. Mas a imprensa será que está com laços comestíveis com CICV? A Lidiane está velha para a modalidade. Ela ficou abaixo do 100 centésimo lugar na tabela mundial nos 100 metros. Ela não ficou em nenhum quarto, oitavo ou a 1 ou dois ou vinte milésimos de coisa nenhuma. Ela ficou no último lugar oitavo do seu grupo de eliminatórias. Houve tres grupos de eliminatórias para se eliminar os bunbuns pesados. Depois é que houve mais 10 grupos de oito atletas cada para se apurar e chegar nas meias finais com quatro grupos de oito atletas onde foram retirados as oito finalistas dos 100 metros. Façam as contas seus jornalistas e digam a verdade aos cabo-verdeanos e acabem com essa palhaçada da Lidiane que deve ser aposentada assim como a sua colega da ginástica que também nunca ganhou nada sério fora da terrinha. Para esse tipo de atleta uma ida uma vez aos jogos Olímpicos ou ao Campeonato Mundial é mais do que bom. Insistir nisso só é possível devidos a esses laços comestíveis.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.