Vital Moeda continua no Ministério Público

16/08/2016 08:07 - Modificado em 16/08/2016 08:07
| Comentários fechados em Vital Moeda continua no Ministério Público

vital moedaO Procurador Vital Moeda continua a exercer na Procuradoria da Praia, uma vez que o Ministério Público (MP) negou o pedido da sua desvinculação após a polémica à volta da Congregação Reformada dos Adventistas do 7º Dia de Tendas (CRASDT) com algumas confissões de alguns membros envolvidos em orgias sexuais e planos de homicídios.

O procurador Vital Moeda, também membro da CRASDT, entregou uma carta de exoneração ao Procurador-Geral da República pedindo efeitos imediatos para que pudesse seguir a sua convicção no “Todo Poderoso”, porém, o seu pedido foi negado pelo MP. Sendo que esta decisão se baseia no direito que lhe assiste a seguir e a praticar a sua religião, refere o ASemana.

“As pessoas não têm motivos para não confiarem em mim enquanto magistrado, visto que nunca esteve em causa o Vital, Procurador da República, mas sim o Vital religioso”, afirma o magistrado. Este justifica que nunca confundiu as duas aéreas e realça que “nunca deixarei isto acontecer”. Vital Moeda é um Procurador que já exerceu nas comarcas de São Vicente, Sal e actualmente está na cidade da Praia.

As confissões públicas foram alvo de várias críticas na sociedade, porém, no que respeita a Vital Moeda, ainda não foi publicada a sua confissão nos moldes do Amândio Brito que levaram à suspensão do juiz das suas funções. Essas confissões são partilhadas na página do facebook de Vital de Moeda que felicita os membros pela coragem em fazerem as suas confissões, lê-se: “Comentário do Amândio Brito acerca da sua participação segundo o que ele escreve no seu FB: Mais uma Confissão 100% Verdadeira. Confirmo-a, assumindo assim a minha culpa própria e pedindo perdão a DEUS e aos homens. Por favor, leia e perdoe-me”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.