Black Side e Kriol Vides: um reviver da história e uma inovação musical

15/08/2016 16:01 - Modificado em 15/08/2016 16:01
| Comentários fechados em Black Side e Kriol Vides: um reviver da história e uma inovação musical

O arranque do terceiro dia, com um atraso de duas horas, contrariamente aos outros dois dias, esteve a cargo dos Dj´s Fatboy, Sandir e Mc Me que presentearam o público com as suas atuações de música alternativa por quase uma hora, seguindo depois Black Side, um dos precursores do Hip Hip em São Vicente, voltaram a pisar o palco do Festival da Baia das Gatas, dez anos depois. Depois seguiu-se o Kriol Vibes, uma mistura de gerações com Batchart, Hélio Batalha, TMP Boys, Chachi Carvalho, Kiddye Bons e a dupla Djarilene e Ely Paris.

14030679_1102435346500018_1921115497_n O emblemático grupo Black Side relembrou músicas que fizeram a sua história, bem como composições novas, com uma actuação a fazer jus ao seu regresso ao palco da 32ª edição do festival, com uma energia de apimentar o inicio da noite. Apesar da gestão de tempo feito aos artistas, estes conseguiram transmitir uma boa vibração a moldura humana que começou a compor o areal da praia.

“Foi um bom regresso do grupo Black Side” refere um dos elementos do grupo e como prova foi a recepção do público, “esta não poderia ter sido a melhor, depois de uma grande ausência no palco do principal festival de Cabo Verde” refere o artista, Tó.

PhotoGrid_1471278308481Kriol Vibes, o colectivo de artistas nacionais trouxeram ainda mais ingredientes para uma noite memorável do festival, com o coroar de grandes atuações, que levaram o público a euforia. O projecto surge com a junção de vários artistas cabo-verdianos, nomeadamente, Batchart, Hélio Batalha, TMP Boys, Chachi Carvalho, Kiddye Bons e a dupla Djarilene e Ely Paris. Estes levaram a plateia ao rubro com temas musicais que tiveram um grande coro dos fãs.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.