Alcides Graças: “Se a UCID não sabe dar conta de oito mil contos que estavam sob a sua gestão, então isto é grave”

14/08/2016 11:06 - Modificado em 15/08/2016 16:45

alcides graçaEm reacção às declarações da União Cabo-verdiana Independente e Democrática – UCID- feitas na quarta-feira sobre a vedação da lixeira, o candidato à Câmara Municipal de São Vicente, Alcides Graça diz que a UCID deve ter o mínimo de respeito pelos sanvincentinos, uma vez que “todos sabem que a CMSV é governada desde de 2004 por dois partidos, o MPD e UCID.

E assim sendo, havendo suspeições sobre a aplicação da verba conseguida no contrato de programa de oito mil contos assinado há mais de um ano com o governo anterior, para a vedação da lixeira quem tem responsabilidades é a CM de MPD e UCID, com mais responsabilidades ao Vereador da UCID, Anildo Fortes que fez a gestão desse recurso.

“Portanto vir exigir responsabilidade a uma outra pessoa nesta matéria, acho que é brincar com a inteligência do povo de São Vicente”, atirou o presidente do PAICV em São Vicente e candidato às eleições autárquicas de 2016 afirmando que se a UCID não sabe dar conta de oito mil contos que estava sob a sua gestão, então isto é grave, porque cada pelouro tem a sua verba destinada no orçamento e cada um faz a gestão da verba adjudicada no orçamento.

Graça afirma que está provado que esta verba entrou nos cofres da CM e tinha uma finalidade, e se não foi utilizado porque só agora é que a UCID está a questionar o presidente da CMSV. “Isto não é falta de autonomia, como dizem, mas sim passividade em relação ao MPD”.

Por outro lado assegura que sempre teve indicações do Vereador da Saneamento e Ambiente de que esta verba tinha sido utilizada na vedação da lixeira. Acrescenta ainda que neste caso a responsabilidade é partilhada pelos dois partidos que governam a edilidade de São Vicente, que mesmo sabendo da falta seriedade do edil da ilha do Monte Cara aprovou sempre os instrumentos da Câmara Municipal.

  1. Francisco Andrade

    Alcides está entrando no jogo de “atacar” com todas as armas que tem na mão.
    Melhor refletir antes de atirar no escuro.
    Fica este conselho.

  2. Bento Silva Santos

    Bom dia, “Notícias do Norte” ! O meu comentário é apenas para pedir a rectificação de oito mil escudos para OITO MIL CONTOS de conformidade com o contrato de programa do Governo do PAICV. Dar à César o que é César e à Deus o que é de Deus. Obrigado

  3. Mas oito mil escudos, ou oito mil contos?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.