Festival Baia da Gatas: Vasco Martins abre, Lura aquece e Trio Elji, Mika Mendes e Atim atiçam a noite de sexta-feira

14/08/2016 10:19 - Modificado em 14/08/2016 11:16
| Comentários fechados em Festival Baia da Gatas: Vasco Martins abre, Lura aquece e Trio Elji, Mika Mendes e Atim atiçam a noite de sexta-feira

Primeira noite da 32ª edição do festival marcado por grandes actuações musicais, de Lura a Elji e companhia foram sem dúvida as melhores atuações da abertura do Baia da Gatas 2016.

 Vasco MartinsBaia das Gatas recebe mais um festival de música e como erra de esperar a população encheu o areal da praia para assistir as atuações do primeiro dia. Vasco Martins e convidados abriram o palco numa mistura de diferente de estilos para o festival, mas que parece ter cativado alguns e outros nem por isso. Foi ele quem deu o pontapé de saída para aquele que foi uma grande noite de música aliado a performance dos outros músicos que levaram ao delírio milhares de pessoas.

O trio formado por Fantcha, Jaqueline Fortes e Lura deram seguimento. Fantcha e Jacqueline Fortes com mornas e músicas dos anos oitenta prepararam o público, juntamente com Lura, sem sombra de dúvida conforme opinião do público, com um dos melhores desempenho. A cantora do “Nariná”, grávida fez a Foto Sapo.cvapresentação do seu recente trabalho discográfico “Herança”, aliado á outras interpretações, como sempre a ser bastante aplaudida pelos presentes que ao ritmo do funaná e outros estilos estiveram bastantes receptivos e satisfeitos.

No final  estavam bastante satisfeitas pela actuação, depois de vários anos sem marcar presença no festival afirmaram que é sempre bom estar no palco sobretudo a receber o carinho do público.

Elji, Mika Mendes e Atim, que pela primeira vez no palco da Baia, levaram ao rumo milhares de pessoas, especialmente a camada mais jovem que se emocionou com o artista “raça mau”, o mais Sapo.cv 2ovacionado do trio e da noite.

Este “levantou” o público que mais de uma hora vibrou e delirou com o trio do Kizomba, tarraxa e Hip Hop, de Elji. Estes formam sem dúvida, para os presentes que cantaram, e até choraram com a presença dos seus ídolos, a melhor atuação, não só para o público, mas também pelos próprios artistas que afirmaram que apesar da fama de São Vicente, não estava a espera de uma reacção tão calorosa e delirante na sua estreia no palco da Baia.

Atim, diz ter sido uma noite inesquecível é emocionante e nunca imaginou apesar de se conhecerem há muito tempo, atuarem juntos no Baia das Gatas que os recebeu de forma vibrante. Foi conforme Elji e Mika Mendes que colaboraram as palavras de Atim, uma energia sem precedentes e que os deixou literalmente a “voar” e esperam que esta não seja a última vez no palco de Baia, que os cativou e emocionou acima de tudo.

Sapo.cv3A noite, como sempre não pode faltar terminou com samba, directamente do Brasil na voz de Xande de Pilares, que fechou o primeiro dia do festival da baia. Com interpretações de grandes sucessos do samba brasileiro conhecidos pelo público nacional.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.