Porto Novo: caminhos vicinais necessitam de obras de reabilitação

5/08/2016 08:32 - Modificado em 5/08/2016 08:32
| Comentários fechados em Porto Novo: caminhos vicinais necessitam de obras de reabilitação

caminhos vicinaisOs caminhos vicinais no Porto Novo, Santo Antão, que têm servido de itinerário turístico neste concelho, necessitam actualmente de obras de reabilitação, segundo os operadores turísticos locais, que se manifestam “preocupados” com “o mau estado” dessas acessibilidades.

Os operadores turísticos defendem, por isso, investimentos na recuperação desses caminhos, muito procurados pelos turistas que chegam à ilha de Santo Antão.
“Praticamente, todos os caminhos vicinais precisam de trabalhos de reabilitação”, informou o operador Manuel Miranda, que alertou para a “péssimo estado ” do caminho que liga Tarrafal de Monte Trigo à zona Norte do Porto Novo.

Simão Évora é outro operador que tem vindo a chamar a atenção para a necessidade de uma intervenção permanente nesses caminhos vicinais, que são autênticos roteiros turísticos no interior do Porto Novo.

José Damasceno, outro operador turístico, também é de opinião de que o mau estado dessas vias de acesso prejudica o turismo, uma vez que os turistas quando chegam às zonas rurais gostam de andar pelos caminhos, em busca da natureza.

A preocupação dos operadores surge numa altura em que o turismo de trekking (caminhadas em trilhos) tem conhecido algum impulso em Santo Antão, com visitas constantes de turistas provenientes da Europa.

O turismo de trekking começou a ser praticado nos anos 90 em Santo Antão e tem experimentado, nos últimos tempos, algum alento com visitas periódicas de muitos turistas.

Segundo os operadores turísticos em Santo Antão, frequentemente, chegam à ilha “um número bastante considerável” de turistas, sobretudo franceses, à procura da natureza, das montanhas e dos contrastes para a prática do trekking e desejosos de conhecer a cultura santantonense.

Esse tipo de turismo tem vindo a crescer em Santo Antão, graças ao envolvimento de vários operadores turísticos, que acreditam no potencial turístico desta ilha, cada vez mais procurada por visitantes à procura de um turismo diferenciado.

Muitos dos caminhos vicinais existentes em Santo Antão foram construídos ainda na era colonial e são considerados pelos operadores turísticos pelas populações verdadeiros patrimónios a serem preservados.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.