Melhor aluna LLL: Katya Freitas consegue bolsa para seguir curso de medicina em PT

4/08/2016 08:11 - Modificado em 4/08/2016 11:05
| Comentários fechados em Melhor aluna LLL: Katya Freitas consegue bolsa para seguir curso de medicina em PT

kyra freitasKatya Oliveira Freitas, melhor aluna do 12º ano do Liceu Ludgero Lima, consegue bolsa de mérito para estudar medicina em Portugal. A jovem de apenas 18 anos deverá seguir para Portugal no próximo mês de Setembro. Orgulhosa do seu esforço, a aluna desafia outros alunos a se esforçarem para que também atinjam os objectivos traçados.

Com média de 19,22, Katya Oliveira Freitas de 18 anos, foi distinguida como melhor aluna do Liceu Ludgero Lima, no ano lectivo 2015-2016. Graças ao mérito, ao esforço e ao desempenho individual, a aluna deverá partir para Coimbra, Portugal, onde irá seguir o curso de medicina.

A aluna acredita que se não fosse o reconhecimento do seu esforço, não conseguiria estudar no exterior, pois os pais não dispõem de condições financeiras para arcar com os custos dos seus estudos, por isso, sente-se orgulhosa.

Para além de muito estudo, Katya reconhece que o mérito foi conseguido com a ajuda de outros colegas que lhe facultaram as provas realizadas em anos anteriores. Graças ao esforço, a aluna conseguiu um computador oferecido pela escola, pois de outra forma não conseguiria. E porque quem se esforça será compensada, a aluna recebeu uma quantia em dinheiro, valor esse que, segundo a entrevistada, ajudará a custear a passagem.

Maria Alice, mãe da jovem diz-se orgulhosa das capacidades da filha mas, ao mesmo tempo, sente-se triste, pois deverá viver longe da família. A mesma afirma ter sido difícil educar os filhos e arcar com as despesas tendo em conta fracos recursos. Por isso, o mérito da filha deixa-a feliz, pois de outra forma não conseguiria continuar os estudos e alcançar os objectivos que sempre sonhou.

Ciente dos desafios que a esperam, a pré-universitária reconhece que o caminho não foi fácil e que certamente irá encontrar outras dificuldades, contudo, sente-se orgulhosa e desafia outros alunos a esforçarem-se para alcançarem os seus objectivos.

Isa Cristina, de 17 anos, aluna finalista da Escola Secundária José Augusto Pinto, segunda melhor aluna com uma média de 17,44 tencionava iniciar os estudos universitários em Portugal, onde conseguiu uma vaga no curso de contabilidade. Teve de mudar de planos porque não conseguiu uma bolsa de estudo.

A melhor aluna avança ao NN que sempre se dedicou aos estudos e que se espelhou no irmão que também foi o melhor aluno de Cabo Verde. Apesar de não conseguir uma bolsa para estudar no exterior, Isa diz que o seu empenho continua e já se matriculou no curso de contabilidade no ISCEE.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.