Bravenses residentes em São Vicente preocupados com os sismos na ilha natal

3/08/2016 08:40 - Modificado em 3/08/2016 08:40
| Comentários fechados em Bravenses residentes em São Vicente preocupados com os sismos na ilha natal

Brava-telefericoA eminência de uma erupção vulcânica na ilha da Brava nesta terça-feira, dia 02, tem gerado um clima de preocupação no seio dos bravenses residentes em São Vicente. Dados do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica  de Cabo Verde apontam para o intensificar da actividade sísmica na ilha da Brava. Como forma de precaução, moradores das localidades de Cova Joana e Benfica foram evacuados para a cidade de Nova Cintra. Contudo, o Ministro da Administração Interna, Paulo Rocha recomendou calma, tranquilidade e estreita colaboração das pessoas com as autoridades locais que se encontram reunidas para definir os próximos passos a dar na ilha da Brava.

Em São Vicente, os bravenses mostram-se preocupados com a situação mas dizem estar em permanente contacto com os familiares na ilha da Brava. Eugénia dos Santos é natural da zona de Mato, ilha da Brava, mas há três anos, devido a razões profissionais, veio residir na zona do Madeiralzinho, em São Vicente.

A entrevistada disse serem frequentes os casos de tremores de terra pelo que a população já esta acostumada, contudo, diz-se preocupada tendo em conta os dados do Instituto de Meteorologia que alertam para um possível erupção vulcânica.

José, conhecido por Brava, disse que apesar dos familiares estarem numa zona de menos risco também está preocupado com a situação, pois nunca houve uma situação do tipo.

Como medida de prevenção, os cerca de 300 habitantes de Cova Joana e Benfica foram evacuados para casas de familiares. Entretanto, o Ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, tranquiliza a população e recomenda calma, tranquilidade e estreita colaboração das pessoas com as autoridades locais que se encontram reunidas para definir os próximos passos a dar na ilha da Brava, vizinha da ilha do Fogo, que registou uma erupção vulcânica de Setembro de 2014 até Fevereiro de 2015, com inúmeros estragos, mas sem registo de vítimas.

Na sequência do acontecimento, o Chefe do Governo, Ulisses Correia e Silva, criou um Gabinete de Crise para atender à situação vivida pela população da ilha da Brava.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.