Primeiro-ministro: “O país não está bem. Apenas o PAICV continua a negar a realidade”

30/07/2016 13:45 - Modificado em 30/07/2016 13:45

ulisses-correia-silvaO Primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, admitiu hoje que o País “não está bem” e voltou a evocar a herança do anterior executivo para justificar um contexto difícil de governação nos próximos cinco anos.

“O País não está bem. Temos um contexto económico, financeiro e social difícil e é neste cenário que vamos governar”, disse Ulisses Correia e Silva durante a sua intervenção inicial no debate sobre o Estado da Nação que decorre hoje no Parlamento cabo-verdiano.

Na intervenção que durou mais de uma hora, o Primeiro-ministro da nova maioria, do Movimento para a Democracia (MpD), saída das eleições de Março, passou em revista as dívidas e os compromissos financeiros herdados do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), sublinhando uma vez mais o crescimento da dívida pública e as dificuldades de financiamento que a degradação do risco soberano representa para o País.

Para Ulisses Correia e Silva a situação económica de Cabo Verde “é preocupante e sentida pelas famílias e empresas”, com várias empresas públicas em falência técnica.

O Primeiro-ministro apontou ainda o que considerou serem falhanços da anterior governação nas áreas dos transportes marítimos, agricultura, turismo, saúde e educação e mostrou-se preocupado com o “quadro social” existente no País.

“Apenas o PAICV continua a negar a realidade”, considerou.

 

  1. Eduardo Oliveira

    O que o actual PM diz não é novidade para ninguém. So que reconhece, clama, mas não é capaz de enumerar e informar à rés pùblica o tamanho da catàstrofe. A vaidade e a omnipotência foi “mais grande” e, ao fim e ao cabo, o precedente governo encheu uma grande linguiça com vento.
    De vento estamos cheios e das mentiras sabemos mas não oficialmente. Hà que instruir um inquérito para que os culpados sejam – pelo menos – julgados popularmente na medida em que, oficialmente, haverà indulto.

  2. Lino

    Todos falam da dívida interna e externa mas ninguém põe os valores em dívida.
    Está na hora dos cabo-verdianos saberem a verdade.

  3. remoaldo cardoso

    Sr Primeiro Ministro. Deixa de cantiga. Se o Pais esta assim tao pessimo, favor pede a dimissao, pessoal, do MpD e fica em casa, pq a JHA esta a altura de tomar conta da Nacao. Em todos os Paises do mundo, o governo anterior deixa divida. Quem deixa divida e pq tem credito e e respeitado. Ao que parece ninguem q votou qr ouvir essa reclamacao. Qr e ver como o Sr. vai resolver o problema global caboverdiana. Esta o Sr a demostrar q afinal nao vai cumprir a sua promessa de campanha em 5 anos, pq herdou o problema do anterior governo e isso nao vai acontecer, pq assim como o Sr chegou ao governo, nos podemos tira-lo dali e sem muita conversa.

  4. Miliciano

    Força, Dr Ulisses, nosso governo, o povo está contigo! A pintura da situação económica de Cabo Verde, pintada pelo ex-governo, de JMN, nós todos que querem saber já demos conta. Não tem nada a ver com a realidade; mas, estamos convicto, de que o Sr. saberá nos conduzir e sair dessa situação, de que de bom nada tem! Para o bem comum, para a paz e o progresso de Cabo Verde! Viva MpD e o governo do Dr Ulisses Correia e Silva.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.