Só MpD e PAICV concorrem em todos os círculos eleitorais

28/07/2016 07:47 - Modificado em 28/07/2016 07:47

votoApenas o PAICV e MpD vão  concorrer em todos os 22 Municípios nas próximas eleições autárquicas  marcadas para 4 de Setembro. UCID, terceiro partido no País e com três assentos no Parlamento), concorre na Praia, Maio, Ribeira Grande e Paul (Santo Antão), Sal e São Vicente, onde o líder do partido, António Monteiro, será candidato pela quarta vez consecutiva. Os outros partidos sem assento parlamentar apontam motivos financeiros que limitam ou impedem  a sua participação.

O PP, legalizado há apenas sete meses, entra pela primeira vez na disputa autárquica e concorre na Praia e na Calheta de São Miguel, interior da ilha de Santiago, depois de ter entrado nas legislativas de Março último.

O presidente do PP, Amândio Barbosa Vicente, disse à Lusa que o partido, que ainda está em processo de reorganização, pretende mais justiça social e reforçar a qualidade da democracia.

O PTS concorre apenas na Praia pela segunda vez depois de 2012, e o Presidente, José Augusto Fernandes, será o cabeça de lista, prometendo continuar a defender a criação de mais emprego, não perseguição dos vendedores ambulantes, mais trabalho para os jovens e mais apoio para a integração dos imigrantes em Cabo Verde.

O líder do PSD, João Além, disse à Lusa que o seu partido vai concorrer apenas na ilha do Sal porque foi onde apareceu um interessado, que será Paulo Jorge, que vai custear a campanha, uma vez que o partido enfrenta problemas financeiros.

Há ainda algumas candidaturas independentes, com destaque para o actual Presidente em São Filipe (Fogo), Luís Pires, que avança porque o PAICV, que o apoiou há quatro anos, decidiu voltar a depositar a confiança em Eugénio Veiga que tinha sido preterido em 2012.

Na ilha da Boavista, o deputado José Luís Santos também avançou como independente, ao afirmar que conquistou 40 por cento das intenções de voto numa sondagem realizada pelo MpD, e ainda assim foi preterido a favor do actual Presidente, José Pinto Almeida.

Há ainda uma candidatura independente do emigrante Pedro Centeio nos Mosteiros (Fogo), com o movimento Avançar Mosteiros Independente (AMI).

Fonte LUSA

  1. Jovem Atento

    Muito expectante para ver os resultados das eleições autárquicas. O MPD a candidatar-se num novo figurino, como partido que sustenta o governo e o PAICV tentando obter bons resultados nesta eleições, até para poder amenizar a grande derrota que teve nas últimas eleições legislativas. Claramente o momento em que se realizam estas eleições beneficiam o MPD, aproveitando da onda que se criou a volta do partido e do seu líder durante as legislativas, mas creio que se os candidatos “dormirem” em cima disso, poderão haver surpresas, já que os outros partidos tentaram aproveitar todos as lacunas e não vão poupar esforços para atingirem os seus propósitos. Creio que se o MPD conseguir conservar as Camaras que já possui, nomeadamente a de São Vicente e a da Praia, se é verdade que a gestão seria mais “facil”, creio que as responsabilidades seriam agora maiores, porque agora o fazer e o não fazer iria depender somente da capacidade da equipas camarárias.
    Mas resta-nos a nós cidadãos é esperar pelos resultados das eleições e que vença o melhor.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.