Autárquicas/Sal: E depois de Jorge e dos seus fantasmas independentes?

26/07/2016 08:42 - Modificado em 26/07/2016 08:42
| Comentários fechados em Autárquicas/Sal: E depois de Jorge e dos seus fantasmas independentes?

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No Sal o MpD, a UCID e o PAICV vão estar na corrida autárquica. O MpD foi o primeiro a apresentar o candidato seguido pelo PAICV e da UCID. Júlio Lopes é o candidato do MpD, Demis Lobo do PAICV e José Rocha da UCID.

O Sal tem sido, nos últimos mandatos, governado por um grupo independente, mas que na prática sempre foi apoiado pelo MpD. E com a saída de cena Jorge Figueiredo e com ele os fantasmas do PCD, o MpD volta a dar a cara  agora sem a maquilhagem de independente, embora Júlio Lopes não possa ser considerado um homem do aparelho do MpD.

O candidato do PAICV fez a entrega da candidatura no Tribunal do Sal. Com este acto, fica pronto para o embate. E, no momento da entrega da candidatura, mostra confiança que a sua candidatura será a vencedora. “As expectativas são as melhores e são as de ganhar as eleições com uma confortável maioria para se ter um conforto na governação. E nos próximos quatro anos trazer uma mudança no Sal, trazendo nova visão, nova dinâmica, novos protagonistas e permitir que esta ilha possa ascender a outros patamares de desenvolvimento”, afirma Lobo.

Acerca da sua lista, diz que é constituída por pessoas de todas as localidades, para além de pessoas “técnicas e politicamente preparadas para assumirem o processo de governação na Câmara Municipal e fiscalização na Assembleia Municipal”.

Em entrevista à RCV o candidato da UCID sublinha que o carisma das pessoas e do trabalho na ilha estiveram na base da escolha dos candidatos. E agora é trabalhar e “esperar que o povo escolha bem”.

A UCID também procurará uma vitória nas próximas eleições mas, como explica Rocha, vencer não quer dizer governar a CMS. “Nós vamos para ganhar, mas ganhar não significa vencer as eleições e assumir a Câmara. Temos um deputado e se conseguirmos aumentar para dois, ou três, consideraremos uma grande vitória e um ganho”.

O MpD foi o primeiro a apresentar o candidato. Para Júlio Lopes, a perspectiva para as eleições “é a de desenvolver uma campanha dentro do padrão que consiste em ouvir as pessoas, conhecer os seus problemas, anseios e expectativas e apresentar soluções concretas. Queremos deixar bem claro que temos uma visão ambiciosa para a ilha”. Juntamente com o Governo, espera poder contribuir para melhorar o ambiente de negócios no Sal, a criação de empregos e a projecção do Sal a nível nacional.

Assim fica concluído o quadro para as eleições na ilha do Sal.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.