Ivanka Trump enfurece administradores de legado de Beatle

25/07/2016 09:52 - Modificado em 25/07/2016 09:52
| Comentários fechados em Ivanka Trump enfurece administradores de legado de Beatle

imageOs administradores do legado de George Harrison ficaram furiosos depois da música ‘Here Comes the Sun’, dos Beatles, ter sido usada na entrada de Ivanka, filha de Donald Trump, na convenção republicana

Aí vem o Sol. É a tradução da música “Here Comes the Sun”, dos Beatles, que Ivanka Trump, filha e herdeira de Donald Trump, usou para assinalar a sua aparição no congresso do Partido Republicano, que confirmou a candidatura do empresário à presidência dos Estados Unidos.

Quem não ficou nada feliz com a chegada do “sol” foram os responsáveis pelo património de George Harrison, guitarrista da icónica banda britânica, que morreu em 2001.

Numa declaração pública, afirmaram que “o uso não autorizado da música é ofensivo e vai contra os desejos do património de George Harrison”.

Os representantes de Harrison acrescentam que – possivelmente – aceitariam a utilização da música “Beware of Darkness” na entrada de Ivanka. Nesta última pode-se ouvir “Watch out now, take care/ Beware of greedy leaders/ They take you where you should not go” (em português “Estejam atentos, tenham atenção / Cuidado com os líderes gananciosos / Eles levam-te onde não deves ir”).

A família de Luciano Pavarotti também pediu ao candidato presidencial que não utilizasse músicas do falecido tenor durante a campanha. Os Beatles juntam-se à longa lista de artistas que protestaram contra Donald Trump ter usado as suas composições na campanha. Adele, Queen, Rolling Stones, Aerosmith e Neil Young fazem parte dessa lista.

Os representantes de Harrison acrescentam que – possivelmente – aceitariam a utilização da música “Beware of Darkness” na entrada de Ivanka. Nesta última pode-se ouvir “Watch out now, take care/ Beware of greedy leaders/ They take you where you should not go” (em português “Estejam atentos, tenham atenção / Cuidado com os líderes gananciosos / Eles levam-te onde não deves ir”).

A família de Luciano Pavarotti também pediu ao candidato presidencial que não utilizasse músicas do falecido tenor durante a campanha. Os Beatles juntam-se à longa lista de artistas que protestaram contra Donald Trump ter usado as suas composições na campanha. Adele, Queen, Rolling Stones, Aerosmith e Neil Young fazem parte dessa lista.

jn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.